13 de julho de 2024
RELATO

Jovem relata como foi atendimento de Ana Benevides no show da Taylor Swift

Segundo a jovem, identificada como Nathalia, ela ficou em choque durante o show inteiro
Em um vídeo publicado no TikTok, uma jovem que desmaiou no show da Taylor Swift revelou detalhes do atendimento de Ana. (Foto: Reprodução)
Em um vídeo publicado no TikTok, uma jovem que desmaiou no show da Taylor Swift revelou detalhes do atendimento de Ana. (Foto: Reprodução)

Em um vídeo publicado no TikTok, uma jovem que desmaiou no show da Taylor Swift na sexta-feira (17), devido ao calor, revelou detalhes do atendimento de Ana Clara Benevides, de 23 anos, que morreu durante o show da artista no Rio de Janeiro. No vídeo, Nathalia diz que ficou em choque o show inteiro.

“Basicamente era eu e a amiga da Ana vendo tudo. Cheguei lá, a fila do VIP estava quilométrica debaixo do sol. Quando cheguei perto da grade, era tipo por volta de quatro horas, e começaram a liberar público normal. Encheu, mas estava muito quente, e tinha uns ventiladores que estavam ventilando ali dentro, jogando uma água, então estava tolerável”, afirmou a jovem relembrando o início da entrada no estádio do Engenhão.

Em seguida, Nathalia diz que por volta de 18h tiraram os ventiladores. “A gente achou que eles estavam reposicionando para pegar mais gente, mas não, eles tiraram os ventiladores, jogaram no canto e começou a ficar insuportável. Começou o show da Sabrina Carpenter um pouco depois. Só que depois eu descobri também na internet que além de tirarem os ventiladores, eles fecharam a ventilação interna do estádio. Então, estava muito quente”, relatou.

Sobre a água no show, a jovem diz que estavam repassando poucos copos que basicamente só dava para quem estava perto da grade. “Era água quente e eles passavam de hora em hora com duas caixas no máximo para o pessoal da grade toda. Eu bebi a água, ainda estava morrendo de calor, bebia metade do copinho e a outra metade era para jogar no corpo porque estava muito quente”, continuou.

Show da Taylor Swift

Segundo a jovem, quando terminou o show da cantora Sabrina Carpenter, responsável por abrir a apresentação de Taylor Swift, ainda estava quente, mas estava tudo bem. “Nesse meio tempo, entre o show da Sabrina e o show da Taylor, eu comecei a perder força. Eu virava para o lado porque eu fiz amizade com o pessoal em volta, ninguém estava se empurrando, estava uma coisa muito tranquila. Virava para falar com as pessoas e eu começava a ver girando, tipo eu já percebi que eu não estava legal”, disse.

Ela diz que começou a avisar para o pessoal que estava em volta, relatando que estava passando mal e pediu ajuda para, caso piorasse, chamassem o socorro. “A Taylor entrou no palco e eu comecei a sentir que eu estava passando mal. Eu comecei a sentir minha perna super bamba, eu toda tremendo, eu comecei a cair na frente da pessoa da minha frente. Como estava todo mundo em volta super tranquilo, quando eu caí pela segunda vez o cara foi ver o que estava acontecendo”, prossegue.

De acordo com a jovem, todo mundo em volta começou a gritar para a tirarem de lá. Ela relata que tinham apenas dois postos de saúde, sendo os dois na pista premium.

Encontro com Ana

Nathalia diz que quando chegou ao posto, estava apenas Ana Benevides e uma outra pessoa que estava melhorando e logo depois foi embora. “Quando eu cheguei me colocaram em uma cadeira de plástico e falaram ‘ah, qual seu nome?’ e eu só falei meu nome e estava encostada. Me deram água, mas eu não conseguia abrir, não tinha força. Eu estava meio que encostando a água em mim”, afirma.

Em seguida, a jovem relata que Ana estava na frente dela e desmaiou e vieram três ‘caras’ para colocarem Benevides na maca. “Estavam começando a arrumar para colocar o acesso nela, botar o soro. Pouco tempo depois eu desmaiei, eu só lembro de ver em cores. De repente eu comecei a ouvir umas pessoas chamando meu nome e me batendo e aí eu voltei”, diz.

De acordo com ela, nesse momento a situação começou a ficar feia e diz que ouviu a parada cardíaca. “Começaram a fazer a massagem cardíaca na menina, eram mais oito pessoas montadas na menina tentando reanimar, botando ventilador mecânico na frente dela, acesso, adrenalina, foi muito pesado”, relatou.

Veja o vídeo na íntegra


Leia mais sobre: / / / / / Variedades

Maria Paula

Jornalista formada pela PUC-GO em 2022 e MBA em Marketing pela USP.