19 de julho de 2024
Mau súbito

Jornalista dos EUA barrado por usar camiseta com arco-íris morre em jogo no Catar; saiba o que houve

Grant Wahl faleceu nesta sexta-feira, aos 48 anos, no Estádio Lusail, durante a prorrogação de Holanda x Argentina
Profissional que morreu é o mesmo que viralizou ao ser criticado por um catariano no último dia 22 de outubro, logo no início da Copa do Mundo. (Foto: reprodução/Twitter)
Profissional que morreu é o mesmo que viralizou ao ser criticado por um catariano no último dia 22 de outubro, logo no início da Copa do Mundo. (Foto: reprodução/Twitter)

O jornalista norte-americano Grant Wahl , de 48 anos, fazia mais uma cobertura na Copa do Mundo de 2022, desta vez assistindo Holanda x Argentina, pelas quartas de final desta sexta-feira (9), quando faleceu. O episódio, que aconteceu no Estádio Lusail, durante a prorrogação do jogo, deixou todos em choque. O falecimento foi confirmado por um post nas redes socias da federação de futebol dos Estados Unidos.

Segundo informações da ESPN, o repórter Francisco De Laurentiis, que estava nas tribunas de imprensa perto de Wahl, disse que o jornalista sofreu um mal súbito por volta das 00h44 no horário local. Depois disso, os jornalistas se movimentaram para acionar e receber a equipe de resgaste chegar e Wahl chegou a receber massagem cardíaca, deixou o estádio de maca, mas não resistiu.

De acordo com a CNN, Wahl desmaiou enquanto cobria a partida e que as “circunstâncias em torno de sua morte não são claras”. Sabe-se que maus súbitos são comuns, e que a situação não deixa de ser misteriosa, mas ainda de acordo com a CNN, em um episódio do podcast “Futbol with Grant Wahl”, publicado nesta semana, ele havia reclamado de mal-estar.

“Fiquei muito mal em termos de aperto no peito, tensão, pressão. Estou me sentindo bem preocupado, mal”, Wahl disse ao co-apresentador Chris Wittyngham no episódio. Ele acrescentou que procurou ajuda no ambulatório do centro de imprensa da Copa, acreditando estar com bronquite e recebeu xarope para tosse e ibuprofeno.

O jornalista também teria citado que estava mal após dormir pouco, passar por muito estresse e uma carga de trabalho pesada. Além disso, contou sobre um resfriado por 10 dias, que “se transformou em algo mais grave”.

Vale lembrar que Wahl foi o jornalista barrado em um estádio da Copa do Catar e ficou detido por querer assistir um jogo usando uma camiseta com um arco-íris, algo que tem gerado polêmica devido às proibições do país árabe em relação as causas e pessoas LGBTQIAP+.

O profissional cobriu futebol por mais de 20 anos, incluindo 11 Copas do Mundo, e escreveu vários livros sobre o esporte, de acordo com seu site. Grant também tinha acabado de comemorar seu aniversário no início desta semana com um grupo de amigos da imprensa na Cop e de acordo com um post em sua conta oficial no Twitter afirmou ser “Muito grato a todos”.


Leia mais sobre: / / / Mundo

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.