16 de abril de 2024
Política

Jânio Darrot garante candidatura a governador de Goiás: “Nada me tira desse propósito”

Jânio Darrot reforça candidatura ao governo de Goiás nas eleições 2022 (Foto: Portal Alego)
Jânio Darrot reforça candidatura ao governo de Goiás nas eleições 2022 (Foto: Portal Alego)

Um dos primeiros nomes a ser apresentar como pré-candidato ao Palácio das Esmeraldas para as eleições 2022, o ex-prefeito de Trindade, Jânio Darrot (Patriota) segue com a mesma disposição para concorrer ao pleito. “Eu me sinto preparado para governar o estado de Goiás, é uma intenção real, verdadeiro. Nada vai me tirar desse propósito”, destacou na manhã desta segunda-feira (1º/11) em entrevista à Rádio Bandeirantes Goiânia.

LEIA TAMBÉM: Após filiação ao Patriota, Braga confirma Jânio Darrot como candidato a governador

Questionado pelo editor-geral do Diário de Goiás e apresentador do Manhã Bandeirantes, Altair Tavares se poderia ceder o espaço à uma possível candidatura do tucano Marconi Perillo, Darrot pontuou que apesar de ter uma relação com o ex-governador, não abrirá mão da disputa ao pleito. “Sempre tive o apoio dele, tenho por ele respeito e amizade, mas eu acredito que neste momento cada um deve seguir o seu caminho. Eu acredito que o Marconi deve seguir o caminho dele, não sei se será candidato se ele vai colocá-la”, destacou.

Jânio Darrot expicou que sua candidatura seguirá até o fim, independente dos outros nomes que se coloquem na corrida. “O meu propósito independente de outras candidaturas seja do Marconi ou de outros que estejam no páreo para o ano que vem”, frisou. “Logicamente estou buscando conversas com todos os líderes e todos os partidos e vamos aprofundar isso à medida que o processo vai se afunilando”. 

Não há pressa, no entanto, para definir aliados e os nomes que irã compor a chapa, reforça Jânio Darrot. “Temos até julho do ano que vem, dia 31, que é o último prazo para realização das convenções. Até lá, teremos conversas que vão se afunilando. E lá é que vamos ver os verdadeiros aliados e ver o que vai acontecer.”

A única coisa certa é que sua candidatura é antagônica à do governador Ronaldo Caiado, por isso qualquer aliança com o democrata, está descartada. “Como uma candidatura de oposição, não tem perspectiva de ter uma aliança, nem no primeiro e nem no segundo turno. A gente acredita que Goiás tem que pensar um programa mais ousado. Goiás pode se desenvolver cada vez mais.”

Momento é de diálogo, avalia Jânio Darrot

Se não há pressa para definir os aliados, Jânio Darrot destaca que o momento é de ouvir à população goiana interior à dentro. “Estamos trabalhando há meses, conversando com as pessoas e agora estamos começando a percorrer pelo interior. Já fomos a algumas cidades e queremos ir a todas regiões, se possível, todas as cidades, para que possamos conversar e ouvir as pessoas para montar um plano de governo e nos preparar melhor para a campanha e as eleições a partir de julho, agosto do ano que vem”, projeta.

Jânio Darrot percebe a partir dessas conversas que parcela da população deseja mudança e aqui, faz algumas críticas à atual gestão. “Por onde a gente anda, vemos as pessoas desanimadas, desesperançosas e as pessoas muito inseguras com relação ao seu futuro. O governo tem que fazer o seu papel e sinalizar a presença forte dele nas ações socias, na geração de empregos e na perspectiva de melhoria na vida dos goianos. É fundamental que o governo tenha um papel que vá dar às pessoas a sensação de que as coisas podem melhorar”, avalia.

A campanha será dividida em três etapas. “A primeira vai até o final de março que é visita as cidades e formatar as chapas de deputados estaduais e federais. No segundo momento, até julho, vamos buscar subsídios para fazer um plano de governo, ouvindo as pessoas. Cada região tem sua necessidade diferente. Uma determinada região tem vocação para o agronegócio, outra tem para atividade industrial, outra para a mineração”, explica.

Experiência frente à prefeitura gabarita candidatura, reforça Jânio Darrot

Jânio Darrot acredita que sua experiência no setor privado como empresário e produtor rural, aliado aos 10 anos na vida pública como deputado estadual e prefeito de Trindade o gabaritam à ter um nome competitivo para a disputa do pleito. “Quando você administra uma cidade, você passa a conhecer os problemas que afligem a população. Transporte urbano, saúde, educação, a questão social, enfim, a infraestrutura. Como isso influencia na vida das pessoas… Habitação, moradia. Nós procuramos durante 8 anos em Trindade com um trabalho intenso dar uma mudada  a perspectiva na vida do trindadense. Foi um trabalho importante porque nos dá experiência”, explicou.

Como plano de campanha, quer investir em políticas públicas para Goiás. Ele julga que o atual governo deixa a desejar neste sentido. “São políticas públicas que podem ser desenvolvidas nesse sentido. Políticas públicas no sentido de atração de novos investimentos para o estado, geração de emprego, incentivo para crescimento da indústria e economia local. São políticas públicas que se forem pensadas e desenvolvidas, colocadas em práticas, não tenha dúvida que o empresariado responde à geração de emprego e ela acontece”.


Leia mais sobre: Destaque / Política

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.