26 de junho de 2022
Complexo Regulador Estadual

Ismael Alexandrino classifica CPI da Saúde como “legítima”, mas de “cunho político”

Para o ex-secretário, essa situação "não afeta em nada" a sua pré-candidatura a deputado federal
Ismael Alexandrino diz que trabalho na Secretaria de Saúde sempre foi transparente (Foto: Divulgação)
Ismael Alexandrino diz que trabalho na Secretaria de Saúde sempre foi transparente (Foto: Divulgação)

Ex-secretário estadual de Saúde e pré-candidato a deputado federal, Ismael Alexandrino classificou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada na Assembleia Legislativa (Alego) para investigar eventuais irregularidades no Complexo Regulador Estadual como “legítima”, mas de “cunho político”.

“Essa CPI é legítima do ponto de vista democrático, mas tenho a impressão de que ela tem um propósito definido de cunho político”, afirmou, em entrevista ao Diário de Goiás.

Vale lembrar que a composição inicial, que contava com maioria da oposição, foi revogada pelo presidente da Alego, Lissauer Vieira (PSD), a fim de que seja respeitada a proporcionalidade partidária.

Continua após a publicidade

Agora, a tendência é a de que a base governista consiga controlar os rumos da CPI da Saúde. Apesar disso, oposicionistas, como o deputado estadual Delegado Humberto Teófilo (Patriota), prometem jogo duro.

“Aprendi que, no serviço público, algumas pessoas trabalham, enquanto outras fazem barulho. Trabalhamos na Secretaria com muita transparência e vamos continuar assim”, disse Alexandrino. Para ele, essa situação “não afeta em nada” a sua pré-candidatura.

Leia mais sobre:
Política