30 de maio de 2024
Política

Invasão ao aplicativo iFood ataca Lula, Marielle, vacina e elogia Bolsonaro

Foto: print.
Foto: print.

Em meio às barafundas políticas no Brasil — desde as eleições de 2018 –, o novo capítulo agora desta temática foi a invasão ao aplicativo iFood. O caso aconteceu na noite desta terça-feira (2), e expressões de cunho político foram registradas.

Os invasores alteraram os nomes dos estabelecimentos comerciais e colocaram ofensas a políticos como o ex-presidente Lula (PT) e a ex-vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco, assassinada junto com o motorista Anderson Gomes em 2018.

Além dos ataques aos políticos, atacaram também a ciência com a mensagem ‘vacina mata’ e escreveram palavras de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como ‘Bolsonaro 2022’.

Em nota, o iFood disse que a invasão teria sido por um funcionário de uma empresa que presta serviço ao IFood e que tinha acesso à conta do aplicativo.

“O incidente foi causado por meio da conta de um funcionário de uma empresa prestadora de serviço de atendimento que tinha permissão para ajustar informações cadastrais dos restaurantes na plataforma, e que o fez de forma indevida”, diz trecho da nota.

A empresa explica ainda que 6% dos estabelecimentos foram afetados e que não foi identificada invasão a dados bancários dos clientes que utilizam o aplicativo.

“Não encontramos qualquer indício de vazamento da base de dados pessoais cadastrados na plataforma, tampouco de dados de cartão de crédito”, diz.

A plataforma ficou fora do ar por algumas horas até que o problema tivesse sido resolvido. A empresa não divulgou o nome do invasor, nem se ele agiu sozinho, e nem a empresa que ele trabalha.


Leia mais sobre: / / Política