25 de maio de 2024
Posicionamento • atualizado em 13/07/2022 às 15:31

Instituto responsável pelo concurso da PM-GO diz que não ocorreu nenhuma violação de sigilo

De acordo com o instituto, as imagens mostram as provas em branco e isso não compromete a lisura do concurso
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Após denúncias sobre suposta fraude no concurso da Polícia Militar de Goiás (PM-GO), realizado no último domingo (10), o Instituto AOCP, responsável pelo certame, emitiu comunicado após vazamento de fotos do caderno de provas que circulam nas redes sociais. De acordo com o instituto, as imagens mostram as provas em branco e isso não compromete a lisura do concurso da PM em Goiás.

O concurso da PM é para preencher mais de 1,5 mil vagas em Goiás, com salários de até R$ 6,3 mil. Imagens que circulam nas redes sociais, mostram os cadernos de prova. Lembrando que o uso de celular nos locais é proibido.

Ainda conforme o instituto, todas as denúncias e reclamações recebidas estão sendo apuradas, e que as imagens que estão circulando na internet foi captada por uma candidata antes do início das provas. Mas, neste momento todos os candidatos já haviam recebido a ordem para lacrar os aparelhos celulares. A candidata foi identificada e, por violar as regras do edital, a mesma será eliminada.

LEIA TAMBÉM: Governo cobra investigação para apurar possível fraude no concurso da PM de Goiás

Portanto, o instituto ressalta que não ocorreu nenhuma violação de sigilo das provas do concurso público da Polícia Militar de Goiás que possa ocasionar a anulação do certame.

De acordo com o instituto, referente a outras imagens que circulam, traz fotos de documentos administrativos tiradas em ambientes reservados e exclusivos, este, sendo de responsabilidade do chefe local.


Leia mais sobre: / / / / Cidades

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.