24 de junho de 2024
STF

Justiça inicia julgamento de mais 12 réus por atos golpistas em 8 de janeiro de 2023

As ações penais são julgadas no plenário virtual da Corte. Os ministros podem publicar os votos remotamente até o dia 9 de fevereiro
Esse é o primeiro julgamento de 2024 das ações envolvendo atos golpistas de 2023. (Foto: reprodução)
Esse é o primeiro julgamento de 2024 das ações envolvendo atos golpistas de 2023. (Foto: reprodução)

O Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou nesta sexta-feira (2) o julgamento de mais 12 acusados pelos atos antidemocráticos de 8 de janeiro de 2023. As ações penais são julgadas no plenário virtual da Corte. Os ministros podem publicar os votos remotamente até o dia 9 de fevereiro.  

Esse é o primeiro julgamento de ações envolvendo atos golpistas em 2024, já que o ano judiciário foi aberto nesta quinta-feira (1º).

A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou os réus pelos crimes de associação criminosa armada, dano qualificado, tentativa de golpe de Estado, abolição violenta do Estado Democrático de Direito e deterioração de patrimônio tombado. Cada processo é julgado individualmente no plenário virtual.

O relator dos processos, ministro Alexandre de Moraes, votou pela condenação dos 12 réus por ações de 8 de janeiro de 2023. As penas variam de 12 a 17 anos de prisão.  Ele condenou todos a pagar em conjunto uma multa indenizatória coletiva de R$ 30 milhões. Os demais ministros da Corte ainda não votaram.

Com informações da Agência Brasil


Leia mais sobre: Brasil

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.