20 de junho de 2024
Política

Indústria da comunicação conquista inclusão no Produzir

O decreto de inclusão do setor de prestação de serviços da área de comunicação no Produzir foi assinado pelo governador Marconi Perillo (PSDB) nesta quarta, 19, durante café da manhã com empresários da área. O segmento fazia reivindicação desde o primeiro mandato de Marconi, iniciado em 1999. No evento, o governador assumiu que queria ter implementado esta política no segundo governo dele, iniciado em 2003.

O publicitário Marco Antonio Chuai, ex-presidente da Associação das Agências de Propaganda-seção de Goiás(2001-2007), foi um dos principais defensores desta ideia. Em diversas oportunidades, ele, que hoje integra o chamado Fórum da Comunicação, levantou a crítica quanto ao fato de que empresas incentivadas pelo Estado de Goiás não investiam no setor de comunicação goiano.
Chuai explica que, agora, “se a empresa usar os serviços da indústria de comunicação, um evento, agência de publicidade, veiculação de mídia, ela vai se creditar em 50% do valor investido no crédito do Produzir”. A operação é simples, na explicação dele.
“Agora que o trabalho começa, nós temos que convencer estas indústrias contratatadas com o Produzir para que utilizem este benefício, ao contratar serviços com empresas da área de comunicação de Goiás”, diz ele.
De forma geral, as entidades representativas da área do jornalismo, da publicidade, do setor gráfico, entre outros, celebrou o convencimento feito ao governador de Goiás para que aceitasse essa reivindicação do setor empresarial.


Leia mais sobre: Política

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .