24 de maio de 2022
Mundo

Indonésia encontra dois objetos que podem ser partes do avião da AirAsia

Autoridades da Indonésia esperam encontrar neste sábado novos destroços da aeronave da AirAsia, depois que um equipamento sonar detectou dois grandes objetos no fundo do oceano na noite dessa sexta-feira.

 

Continua após a publicidade

Segundo o chefe do Agência Nacional de Pesquisa e Resgate, Henry Bambang Soelistyo, as equipes de busca tentam agora capturar imagens dos pedaços suspeitos para confirmar se são partes do voo 8501. “Estou confiante de que são partes do avião da AirAsia”, afirmou Soelistyo.

O Airbus A320 da AirAsia caiu no mar de Java em um voo que partia de Surabaya para Cingapura no domingo passado, com 162 pessoas a bordo. Minutos antes de perder o contato, o piloto disse ao controle de tráfego aéreo que estava se aproximando de uma área de instabilidade, mas não obteve permissão para mudar a rota.

Neste sábado, o Ministério dos Transportes da Indonésia anunciou que a AirAsia não tinha permissão para voar entre Surabaya e Cingapura no último domingo. A AirAsia informou que estava revendo a suspensão. O acidente foi o primeiro da companhia, que teve suas operações iniciadas em 2001.

Continua após a publicidade

Até agora, 30 corpos foram resgatados pelas equipes de busca, alguns ainda presos em seus acentos pelo cinto de segurança. A expectativa é de que grande parte dos corpos dos 162 passageiros ainda estejam presos aos destroços da aeronave. As autoridades da Indonésia esperam que isso acelere a investigação.

O resgate das vítimas e dos pedaços do avião é dificultado pelo mau tempo e pelas grandes ondas na região. A causa do ocidente ainda não está clara, mas os indícios iniciais apontam que o mau tempo deve ter sido o fator responsável pela queda do avião.

Como parte da investigação, os corpos de alguma vítimas, como o do piloto e o do co-piloto, passarão por autópsia. Segundo especialistas em acidentes aéreos, o fato de bagagens e corpos terem sido encontrados intactos podem indicar que o avião atingiu o mar ainda inteiro, o que levanta a hipótese de um erro mecânico ou de uma queda causada por uma explosão no sistema de ar ou por uma despressurização súbita.

Ao menos oito navios das Marinhas de Cingapura, Rússia, Malásia e Estados Unidos fazem parte das embarcações envolvidas nas buscas pelos restos do avião do AirAsia. Os Estados Unidos informaram que devem enviar um segundo navio para ajudar no resgate.

Fonte: Associated Press.

Leia mais sobre:
Mundo