28 de junho de 2022
Cidades

Hospitais estaduais dedicados à Covid-19 já superam 160 mil atendimentos

HCamp de Águas Lindas de Goiás. (Foto: SES-GO)
HCamp de Águas Lindas de Goiás. (Foto: SES-GO)

Os leitos abertos para tratamento da Covid-19 em hospitais estaduais chegaram à marca de 161.067 atendimentos realizados, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO). O número, além de internações, engloba tomografias, raios-x, eletrocardiogramas, ultrassonografias, análises clínicas, exames RT-PCR e atendimentos de urgência e emergência.

São contabilizados dados de sete hospitais de campanha de regulação estadual, além de quatro unidades que têm alas dedicadas ao tratamento da Covid-19, nos municípios de Goiânia, Anápolis, Trindade, Águas Lindas, Formosa, Luziânia, Itumbiara, Porangatu e São Luís de Montes Belos.

Apenas na capital, os hospitais de Doenças Tropicais (HDT), de Urgências Otávio Lage (Hugol) e de Campanha (Hcamp) somam 2.218 internações. Este último, o primeiro a ser inaugurado pelo governador Ronaldo Caiado, lidera não apenas nesse quesito (1.944), mas é o detentor, ainda, de outros dados expressivos: 8.386 atendimentos de urgência e emergência; 115.175 análises clínicas; 2.281 tomografias; 1.409 exames de raio-x; 307 ultrassonografias; 353 eletrocardiogramas; realização de 3.788 RT-PCR; e 1.072 testes rápidos para os colaboradores.

Continua após a publicidade

O socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Everton Elias da Silva, 51 anos, foi a 150ª pessoa a receber alta do HCamp de Goiânia desde que a unidade começou a funcionar, em março deste ano. “Até hoje quando vejo as reportagens, me sinto aliviado, choro mesmo”, afirma, sem titubear, sobre o misto de emoções que sentiu. O morador do bairro Cidade Jardim foi acometido pela Covid-19 há pouco mais de um mês: no início uma suspeita de resfriado, mas que só teve diagnóstico e encaminhamento corretos depois que passou pelo HCamp da capital.

Regionalização

A regionalização da saúde é uma das propostas de campanha do governador Ronaldo Caiado. Com a chegada da Covid-19, ele precisou acelerar os planos. A estratégia visa encurtar o tempo de deslocamento de pacientes de regiões menos assistidas à capital ou Anápolis.

Continua após a publicidade

Quando se somam os números dos hospitais de oito municípios do interior – Anápolis, Trindade, Itumbiara, Formosa, Luziânia, Águas Lindas, São Luís de Montes Belos e Porangatu –, o número total de atendimentos nessas unidades foram de 26.078.