16 de julho de 2024
Violência • atualizado em 21/06/2024 às 09:54

Homem suspeito de estupro é linchado e queimado vivo em Senador Canedo

Homem estava há três dias fora da prisão após ser autuado por suspeita de estuprar e espancar uma mulher de 56 anos
Suspeito foi encontrado no Setor Top do Parque, com queimaduras em 80% do corpo e morreu durante socorro médico. (Reprodução)
Suspeito foi encontrado no Setor Top do Parque, com queimaduras em 80% do corpo e morreu durante socorro médico. (Reprodução)

Um homem foi linchado e queimado vivo em Senador Canedo, após sair da cadeia, nesta quarta-feira (19). Ele estava há três dias fora da prisão após ser autuado por suspeita de estuprar e espancar uma mulher de 56 anos em um lote baldio da cidade. A vítima foi abordada na rua na noite do último domingo (16) e arrastada para um matagal, onde foi espancada e estuprada.

O suspeito foi encontrado no Setor Top do Parque, com queimaduras em 80% do corpo e morreu durante socorro médico. Testemunhas informaram à polícia que cerca de 10 pessoas o agrediram e um recipiente com combustível, possivelmente utilizado para atear fogo nele, foi encontrado próximo ao local. Os autores do linchamento não foram identificados e o caso está sendo apurado pelo Grupo de Investigações de Homicídios (GIH), de Senador Canedo.

Suspeito foi filmado por câmeras de segurança

No domingo (16), o suspeito foi preso em flagrante e acusado de estupro. Imagens de câmeras de segurança de uma residência, filmaram o momento em que ele arrasta uma mulher de 56 anos, pelos cabelos e a leva para um terreno abandonado. Além de agredi-la violentamente, resultando em graves ferimentos no rosto, ele também cometeu abuso sexual.


Leia mais sobre: / / Cidades / Geral

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019