23 de abril de 2024
Feminicídio • atualizado em 16/01/2024 às 08:22

Homem é preso suspeito de matar diarista e ocultar corpo em mata em Aparecida de Goiânia

Segundo a polícia civil, o crime teria sido motivado por ciúmes
A polícia afirma que, após breve conversa, o homem, que não teve identidade revelada, confessou o crime. (Foto: Reprodução/Polícia Militar).
A polícia afirma que, após breve conversa, o homem, que não teve identidade revelada, confessou o crime. (Foto: Reprodução/Polícia Militar).

Foi preso nesta última segunda-feira (15) o homem suspeito de matar a diarista Raimunda Costa, que estava desaparecida desde o último sábado (13). Os dois tinham um relacionamento e, segundo a Polícia Civil, a mulher foi morta após uma discussão motivada por ciúmes.

Imagens do circuito interno de câmeras do condomínio localizado no Setor Bueno em que Raimunda trabalhava foram a peça chave para elucidar o caso. Isso porque o homem a buscou no trabalho. Os policiais conseguiram localizar o endereço do indivíduo que havia saído com a mulher e que estava na posse da moto da vítima.

A polícia afirma que, após breve conversa, ele confessou o crime. O suspeito afirmou que naquele dia mantiveram relações sexuais, mas que após discutirem bastante, ele levou a mulher, que era sua amante há mais de dois anos, para um matagal no loteamento Real Grandeza, na cidade de Aparecida de Goiânia, local em que a matou a pauladas e escondeu o corpo.

Após a confissão, o homem, que é casado e pai de três filhos, foi encaminhado ao 24° DP para providências cabíveis. O corpo deve passar por perícia para confirmar a identidade da vítima.


Leia mais sobre: / / / / Aparecida de Goiânia

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019