24 de maio de 2024
Deliberadamente

Homem é preso por supostamente transmitir HIV às parceiras

Abaladas, seis mulheres procuraram a Polícia Civil; três testaram positivo
Operação conjunta entre PC de Pontalina e Piracanjuba prendeu o homem (Foto: Divulgação/PC)
Operação conjunta entre PC de Pontalina e Piracanjuba prendeu o homem (Foto: Divulgação/PC)

Um homem de 37 anos foi preso  preventivamente em Pontalina, no interior de Goiás, nesta segunda-feira (21/03) pelo crime de lesão corporal gravíssima. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito transmitia o vírus do HIV para suas companheiras, sem avisá-las de sua condição. De acordo com a corporação, seis mulheres realizaram denúncias e três já testaram positivamente.

Ainda de acordo com a corporação, há aproximadamente duas semanas, as vítimas compareceram à Delegacia de Polícia Civil de Pontalina, psicologicamente abaladas, informando que o homem seria portador do virus HIV e que teriam tido relações sexuais sem preservativo com o suspeito. Uma das vítimas compareceu em sede policial com seu respectivo exame, o qual constava o resultado positivo para HIV.

Em posse de todos os elementos informativos, a autoridade policial representou pela decretação da prisão preventiva, a qual contou com o parecer favorável do Ministério Público e posterior acolhimento judicial. De acordo com a corporação, seis mulheres procuraram a polícia, sendo que três testaram positivamente para o HIV.  

A divulgação da imagem e identificação do preso neste caso encontra-se respaldada pela Lei nº 13.869 e Portaria nº 02/2020-PCGO. Tal ação visa a identificação de eventuais vítimas dos crimes cometidos pelo autor, bem como surgimento de novas denúncias, testemunhas e elementos informativos. A Polícia Civil reitera sua preocupação com a segurança e bem-estar da população, atuando efetivamente na rede de proteção à mulher.


Leia mais sobre: / / / / Cidades

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.