23 de junho de 2024
Goiânia • atualizado em 14/01/2021 às 18:15

HC da UFG pode disponibilizar 140 leitos para atender pacientes de Manaus com covid-19

HC recebe pacientes de Manaus. (Foto: Divulgação/UFG)
HC recebe pacientes de Manaus. (Foto: Divulgação/UFG)

O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC-UFG) pode disponibilizar 140 leitos para atender pacientes com covid-19 oriundos de Manaus.

Em contato com o Diário de Goiás, o reitor da UFG, Edward Madureira, informou que foi contatado na manhã desta quinta-feira (14) pelo secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, que pediu informações sobre a disponibilidade de leitos.

O contato foi repassado ao diretor do HC, José Garcia Neto, que garantiu disponibilidade imediata de 20 leitos para amazonenses. Ele ainda afirmou que já a partir desta sexta-feira (15), mais 120 leitos poderiam ser abertos, em convênio com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), para atender pacientes oriundos da capital do Amazonas, totalizando 140.

Essa abertura, segundo o HC-UFG, não prejudicaria a oferta de leitos para os goianos. Atualmente, a taxa de ocupação de UTIs no local está em 44%, com dez leitos vagos, além de 19 das 28 enfermarias desocupadas. Além disso, o reitor Edward Madureira lembrou que a unidade pode implantar, caso necessário, mais 300 leitos para atender pacientes acometidos pelo coronavírus.

O reitor da UFG também entrou em contato com o reitor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Sylvio Mário Ferreira, que informou que o HC de Manaus tem vagas disponíveis, mas não dispõe de oxigênio para tratar doentes da covid-19.

Relatos de funcionários de hospitais do Amazonas indicam a falta de galões de oxigênio em diversas unidade. O estado passa por uma segunda onda de covid-19, com números recordes de internação e alta exponencial de mortes causadas pelo coronavírus.

Em nota, a SES-GO informou que o Ministério da Saúde solicitou 120 vagas a pacientes do Amazonas em Goiás. Porém, a pasta alega ainda não ter detalhes sobre a transferência

Veja a nota na íntegra

O Ministério da Saúde (MS) solicitou que o Estado de Goiás recebesse 120 pacientes encaminhados pela Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (SES-AM), a partir de sexta-feira (15/01). Entretanto, ainda não foram enviadas informações adicionais. O Governo de Goiás segue à disposição e aguarda mais detalhes do MS e SES-AM sobre a lista de pacientes, estado clínico e horário da chegada para repassar mais informações sobre o caso.


Leia mais sobre: / Cidades / Destaque / Goiânia