17 de junho de 2024
Política

Habeas Corpus de Cachoeira é negado

A Segunda Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) negou nesta quinta-feira, 21, o pedido de habeas corpus ao contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. O pedido de soltura se refere à Operação Saint-Michel, da Polícia Civil do DF, que desbaratou um esquema de fraudes de licitação da bilhetagem eletrônica no transporte público do DF.

 

Na semana passada, o desembargador federal Tourinho Neto, do Tribunal Regional Federal da 1ª região havia concedido liberdade a Cachoeira em um pedido relacionado à Operação Monte Carlo, que investiga indícios de corrupção, tráfico de influência, lavagem de dinheiro e exploração de jogos ilegais em Goiás e no Distrito Federal. Mas ele continuou preso por conta do decreto de prisão relativo à Operação Saint-Michel.

Este não é o primeiro habeas corpus pedido pelo contraventor. Na semana passada, o desembargador Tourinho Neto, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, concedeu liberdade a Cachoeira, em pedido relacionado à Operação Monte Carlo, que investiga esquema de jogos ilegais em Goiás e sob o argumento que os motivos que levaram à prisão do contraventor com base na Operação Monte Carlo já não existiam mais. Entretanto, outro decreto de prisão, da Operação Saint Michel, ainda não revogado, manterá Cachoeira preso. (Agência Estado)


Leia mais sobre: Política