24 de julho de 2024
ELEIÇÕES 2024 • atualizado em 09/07/2024 às 18:31

Gustavo Mendanha defende convenção no último prazo para dar tempo a Leandro

Estratégias são ganhar tempo e ligar herança de Maguito Vilela com o sobrinho Leandro, primo do vice-governador; Mendanha disse ainda que continuará articulando as campanhas em Goiânia e Aparecida
Ex-prefeito quer mais tempo para fortalecer divulgação da candidatura - Foto: Diário de Goiás
Ex-prefeito quer mais tempo para fortalecer divulgação da candidatura - Foto: Diário de Goiás

Um dos integrantes da organização das pré-campanhas de Sandro Mabel (UB) à Prefeitura de Goiânia e de Leandro Vilela (MDB), à Prefeitura de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha disse que defende a realização das convenções para crivar as chapas somente no último momento. Ele admite que Leandro ter entrado na corrida agora tornou o processo uma “corrida contra o tempo”, mas considera que ele usufrui de conhecimento suficiente por parte da população.

Mendanha defende convenções no fim do prazo

Em entrevista ao editor-chefe do Diário de Goiás, jornalista Altair Tavares, nesta terça-feira (9), Mendanha defendeu que a convenção seja no final do período. Ou seja, nos dias 3 ou 4 de agosto, último final de semana do prazo previsto para as convenções que vão homologar as chapas e que termina na segunda-feira, 5 de agosto.

O momento, segundo explicou, é de articulação com outros partidos e diálogo com candidatos a vereador. “Eles são soldados que vão defender suas candidaturas e a candidatura do prefeito também”, sublinhou.

Ideia é apresentar potencial do novo herdeiro de Maguito

No caso de Aparecida Mendanha disse que está organizando agenda para falar com líderes da cidade a respeito de Leandro Vilela. A tônica vai ser como ele pode ser o novo herdeiro a continuar legado de Maguito, “como fez também Vilmar”, frisou. Ele confirmou que algumas alianças partidárias já foram seladas, “mas isso será apresentado por Leandro”.

Como Leandro Vilela chegou com a corrida em andamento, Mendanha disse que o foco é apresentá-lo como político experimentado. “Foi vereador por dois mandatos e deputado federal por três vezes. Leandro conhece os desafios. Estarei com ele como o governador Ronaldo Caiado e muitos que fazem parte da história de Aparecida desde 2009, que ajudaram Maguito, me ajudaram e ajudam o prefeito Vilmar e que também estarão colaborando com esse governo”, afirmou também.

Outro aspecto estratégico será a relação de Leandro com o governador e com o primo que é o vice-governador, Daniel Vilela.

Vida dupla

Além disso, Mendanha disse que vai continuar alinhando o trabalho pela eleição do candidato que apoia em Aparecida com o candidato que apoia em Goiânia. Ele se refere a caso Sandro Mabel do UB, em cuja campanha já estava intensamente envolvido.

“Foi assim em 2008 com Maguito candidato a prefeito de Aparecida e Iris em Goiânia. Foi assim em 2016, quando  fui candidato a prefeito em Aparecida e Iris em Goiânia. A gente conseguiu fazer um trabalho juntos. São quase 30 quilômetros de divisa ligando as duas cidades, com votos em comum”, alertou.

Ele admitiu que tem participado intensamente do planejamento da campanha de Mabel. “Mas [agora a] maior parte do meu tempo será na campanha de Leandro em Aparecida”.


Leia mais sobre: / / / / / Eleições 2024 / Política

Marília Assunção

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás. Também formada em História pela Universidade Católica de Goiás e pós-graduada em Regulação Econômica de Mercados pela Universidade de Brasília. Repórter de diferentes áreas para os jornais O Popular e Estadão (correspondente). Prêmios de jornalismo: duas edições do Crea/GO, Embratel e Esso em categoria nacional.