13 de abril de 2024
Aliado • atualizado em 30/01/2024 às 13:25

Gustavo Mendanha declara apoio à pré-candidatura de Jânio Darrot a prefeito de Goiânia

Vale lembrar que Gustavo Mendanha também tinha interesse em se candidatar para a disputa, porém foi impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral
Daniel reforçou que o apoio a candidatura de Jânio será embasado no diálogo em busca de melhorias para a capital. (Foto: Diário de Goiás).
Daniel reforçou que o apoio a candidatura de Jânio será embasado no diálogo em busca de melhorias para a capital. (Foto: Diário de Goiás).

O ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, que está em rumo à filiação ao MDB, declarou apoio a pré-candidatura do ex-prefeito de Trindade, Jânio Darrot (MDB), para a disputa ao Paço de Goiânia. O anúncio foi feito em uma coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira (30), às 11h, na Jean Darrot Criação, no Jardim América, em Goiânia.

“Eu, em uma decisão pessoal, após conversar com a minha esposa, conversar com alguns amigos e entender realmente a dificuldade de ter uma solução que a princípio eu imaginava que nós teríamos condição de ter êxito, eu hoje declino aqui apoio a sua pré-candidatura”, disse Gustavo acompanhado de Paulo Ortegal e Agenor Mariano do diretório do MDB.

Segundo Mendanha, Jânio tem todos os predicados para um prefeito. “Tem experiência política, tem experiência administrativa, é um empresário há tantos anos e nunca viu uma mancha sequer na sua vida ou de sua família. Então acho que nós temos aqui um candidato pronto, preparado. E nesse sentido, eu fico muito feliz de estar aqui nesse momento declarando esse apoio”, declarou.

Gustavo reforçou que o apoio a candidatura será embasado no diálogo em busca de melhorias para a capital. “Eu acho que mais do que uma candidatura na capital, nós vamos construir. Vamos discutir a região metropolitana, porque cada dia que passa os problemas vão sendo os mesmos: o transporte, o trânsito e a questão do anel viário que o Jânio pontuou, que é um problema sério, sonhado pelo eu eterno líder Maguito Vilela. Quantas vezes nós fomos a Brasília? Quem sabe nós teremos agora a condição de ver a isso se concretizar”, disse Mendanha.

Jânio, por sua vez, agradeceu o apoio e ressaltou a importância que Gustavo tem no processo. “Você irá somar não somente caso eu seja o candidato escolhido da base e vença, mas também irá nos ajudar a administrar, pensar e planejar Goiânia para o futuro. Irá ajudar a fazer de Goiânia uma cidade onde todos possam ter qualidade de vida em todos os aspectos”, disse Jânio em fala direcionada a Gustavo.

Preparação da candidatura

Jânio realiza uma movimentação intensa de visitas, com lideranças políticas e empresariais, para tentar somar forças e mostrar para o governador Ronaldo Caiado (UB), que ele está apto para a disputa. “O que não posso é ficar esperando que o governador coloque essa candidatura no meu colo e sem que eu faça nada para merecer isso. Então, eu tenho que me apresentar e dizer que eu estou pronto e preparado para disputar as eleições e para também, caso seja vitorioso, governar Goiânia pelos próximos quatro anos”, disse Jânio durante a coletiva.

O ex-prefeito de Trindade conta que conversou com o governador sobre esse assunto apenas uma única vez, e que após a conversa procurou construir a sua candidatura. “Tem que fazer um planejamento. E agora estou na fase de conversar com os aliados. Então, hoje receber o apoio do Gustavo, eu digo que é um passo importantíssimo para isso. O que o governador espera é justamente que eu faça dessa forma, que eu viabilize essa candidatura”, pontou Darrot.

Sobre a escolha de Caiado para o candidato da base a prefeito de Goiânia, Jânio afirma que não está ansioso para que a decisão seja anunciada. Ele afirma estar “ganhando tempo” para ter condições de trabalhar a sua pré-candidatura: “O apoio agora do Gustavo tem uma importância muito maior do que depois que o governador anunciar. Os apoiadores vão fazer com que esse projeto seja a opção aprovada e anunciada pelo governador”.

Impedimento de Mendanha

Vale lembrar que Gustavo Mendanha também tinha interesse em se candidatar para a disputa da prefeitura nas eleições de 2024. Porém, Mendanha que foi eleito (2016) e reeleito (2020) por Aparecida, está impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral de disputar a prefeitura ou vice-prefeito porque a legislação eleitoral permite apenas uma reeleição.

Também há um impedimento às candidaturas dos denominados prefeitos itinerantes. A lei foi feita para preservar o princípio republicano, evitando que uma mesma pessoa se perpetue no poder. De acordo com a interpretação dada pelo STF ao art. 14 da Constituição Federal, o terceiro mandato estaria proibido ainda que exercido em município diverso daquele no qual foram cumpridos os dois mandatos anteriores.

Por outro lado, a esposa de Gustavo, a ex-primeira-dama Mayara Mendanha, foi tida como possibilidade de vice, o que foi desmentido por ele. “Não passa pela nossa cabeça ter a Mayara como candidata, mas ela vai estar participando e ajudando”, disse Gustavo. Ele também cita alguns nomes que podem se candidatar como vice, como Ana Paula Rezende, filha de Iris Rezende, Paulo Ortegal e Agenor Mariano, entre outros nomes da base.


Leia mais sobre: / / / / Cidades / Eleições 2024

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019