13 de abril de 2024
Delegado fake • atualizado em 26/09/2022 às 13:55

Grupo se passava por delegado da PCGO para praticar golpes

Durante a operação fora cumpridos 16 mandados judiciais, entre prisões e buscas e apreensões, todos no Rio Grande do Sul
(Foto: Divulgação / PCGO)
(Foto: Divulgação / PCGO)

A Polícia Civil de Goiás (PCGO), por meio do Grupo de Repressão a Estelionatos e outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC), deflagrou, na última sexta-feira (23), a Operação Delegado Fake, que investiga um esquema criminoso de extorsões na modalidade “golpe dos nudes” (sextortion).

De acordo com a corporação, os suspeitos se passaram pelo Delegado-Geral da Polícia Civil de Goiás, Alexandre Pinto Lourenço, para praticar os golpes e conseguir dinheiro das vítimas.

Durante a operação fora cumpridos 16 mandados judiciais, entre prisões e buscas e apreensões, todos no Rio Grande do Sul.


Leia mais sobre: / / / Cidades