10 de agosto de 2022
Articulações • atualizado em 19/07/2022 às 12:23

Grande desafio da federação de Marconi será alcançar o eleitor indeciso, destaca presidente do Cidadania goiano

Passa pela estratégia, mirar as vitórias que o ex-governador vem tendo na Justiça e a comparação entre as gestões
Gilvane Feliple, presidente do Cidadania, durante convenção que aclamou pré-candidatura do ex-governador Marconi Perillo ao Governo de Goiás (Foto: Reprodução)
Gilvane Feliple, presidente do Cidadania, durante convenção que aclamou pré-candidatura do ex-governador Marconi Perillo ao Governo de Goiás (Foto: Reprodução)

Com a comissão da Federação PSDB-Cidadania consolidada em Goiás, as articulações com outras frentes políticas tendem a evoluir ao longo dos próximos dias. Certo mesmo, estão as estratégias para fortalecer a pré-candidatura do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) que também devem ir à mesa para a discussão. Presidente do Cidadania e vice-presidente da Federação estadual, Gilvane Felipe, em entrevista ao Diário de Goiás, nesta terça-feira (19/07), avalia os cenários.

LEIA TAMBÉM: Candidatura de Marconi Perillo ao governo “vai causar uma revoada” na base governista, diz presidente do Cidadania em Goiás

Para ele, o grande desafio da Federação e da pré-campanha do ex-governador Marconi Perillo será de aproximar o tucano ao eleitor que ainda não definiu seu voto. De acordo com a última pesquisa Serpes, 66,3% dos entrevistados em Goiás estão indecisos quanto ao voto. “O grande desafio da federação e da campanha de Marconi Perillo será de alcançar essas pessoas. Mostrar a elas o que temos como história e o que preparamos para Goiás a partir de agora”, ponderou.

Continua após a publicidade

NÃO DEIXE DE LER: Campanha de Marconi Perillo ao Governo irá trabalhar na comparação entre gestões para minimizar rejeição

Há também o problema da rejeição no meio do caminho. Felipe acredita que a estratégia será a mesma. “Nós mostraremos toda a história de Marconi Perillo, sua trajetória pelos quatro governos que exerceu à frente do Estado de Goiás, como essas quatro gestões são superiores qualitativamente da gestão do governo atual”, destaca.

LEIA TAMBÉM: Marconi Perillo confirma pré-candidatura ao governo de Goiás: “ Estou pronto para a luta” 

Continua após a publicidade

Leia a entrevista na íntegra com o presidente estadual do Cidadania e vice-presidente da Federação PSDB-Cidadania em Goiás, Gilvane Felipe: 

DG: Com a comissão da Federação em Goiás finalmente constituída, qual deverá ser o próximo passo do PSDB e do Cidadania?

Gilvane Felipe: Na verdade o que há a partir de agora, cumprindo o calendário eleitoral e legal é que a campanha vai ganhando mais robustez e organização. No caso, a constituição da federação é um caminho importante porque a convenção será conjunta e realizada pela federação PSDB-Cidadania. Não é uma convenção de cada partido. Caberá à federação conduzir a campanha eleitoral e tomar as decisões concernentes a campanha que serão tomadas por esse colegiado instituído pela direção nacional da Federação.

DG: De sábado para cá houve algum avanço de diálogo com outras forças políticas para ampliar o apoio à pré-candidatura de Marconi Perillo?

Gilvane Felipe: Não, de sábado para cá não houve isso, mas essa é uma das primeiras discussões que enfrentaremos. Da mesma forma, deveremos enfrentar o desafio de chegar ao eleitor que apareceu em grande número como indeciso e não decidido ainda a votar. A grande maioria, dois terços do eleitorado, na última pesquisa Serpes indicou que esse percentual não tem candidato. O grande desafio da federação e da campanha de Marconi Perillo será de alcançar essas pessoas. Mostrar a elas o que temos como história e o que preparamos para Goiás a partir de agora.

DG: As mesmas pesquisas que indicam um número alto de indecisos mostram uma rejeição muito alta do ex-governador Marconi Perillo. Como reverter esse cenário?

Gilvane Felipe: Nós mostraremos toda a história de Marconi Perillo, sua trajetória pelos quatro governos que exerceu à frente do Estado de Goiás, como essas quatro gestões são superiores qualitativamente da gestão do governo atual. Paralelamente a isso, nós pretendemos mostrar aos eleitores a situação de encerramento de processos judiciais contra Marconi e que foram qualificados como persecutórios, pelo menos para nós que o consideramos assim. Mostraremos também o que pretendemos fazer com o Estado de Goiás mostrando o compromisso do nosso candidato com a democracia e de levar Goiás cada vez mais para o Século 21 ao contrário do que tem feito esse governo.