17 de abril de 2024
Indústria • atualizado em 13/05/2023 às 10:29

Governo Lula vai anunciar plano de incentivo à indústria e volta de carros populares 

Atualmente, os carros 0 km mais baratos no mercado ficam entre R$ 70 e R$ 80 mil.
Governo vai anunciar volta de carros populares. (Foto: Divulgação)
Governo vai anunciar volta de carros populares. (Foto: Divulgação)

Uma das metas do governo Lula é a volta dos carros populares. A expectativa é que no próximo dia 25 de maio, data em que celebra o Dia da Indústria, é que seja anunciado a retomada do setor automotivo e plano de incentivo à indústria. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

No entanto, esta não será uma tarefa fácil. O setor automotivo se recupera dos impactos causados pela pandemia, com desafios em relação à produção, peças e queda na demanda por automóveis, que chegou a provocar a paralisação de montadoras.

Atualmente, os carros 0 km mais baratos no mercado ficam entre R$ 70 e R$ 80 mil. Dois veículos disputam o posto de mais em conta, sendo eles o Fiat Mobi Like e o Renault Kwid, ambos com preços sugeridos, pelas respectivas montadoras, de R$ 68.990.

Em discurso em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que irá “fazer carros a preços mais compatíveis e aumentar as prestações”.

No decorrer do segundo mandato do petista, entre 2007 e 2010, Lula reduziu impostos para carros e, com inflação e juros favoráveis, muitos brasileiros tiveram acesso ao primeiro carro zero pagando prestações ao longo de seis anos.

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (SMBAC) e a subseção do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) entregaram a Lula, um estudo que aponta as possíveis soluções para viabilizar opções por cerca de R$ 50 mil.

“O estudo detalha o setor automotivo e traz diretrizes e propostas do nosso Sindicato que, na nossa avaliação, melhoram substancialmente o setor, preservando e gerando empregos”, explicou o presidente do Sindicato, Moisés Selerges.

“Agora é necessário que a taxa básica de juros baixe para que haja acesso a financiamentos mais baratos. O Banco Central tem que ter responsabilidade com os empregos e os trabalhadores, essa é uma de suas finalidades. É abusivo e inaceitável o Copom (Comitê de Política Monetáriado Banco Central manter a taxa em 13,75% ao ano”, afirmou.

Os sindicalistas englobam no estudo caminhões, ônibus e automóveis. Confira algumas das propostas voltadas para os carros:

  • Promover o lançamento imediato de modelos “populares”, com linhas de crédito de longo prazo;
  • Incentivar a produção de veículos que considerem grau de nacionalização e quantidade mínima de etapas do processo de fabricação no país;
  • Ampliar o programa de estímulo à renovação das frotas de táxis;
  • Constituir programa especial de estímulo à renovação dos automóveis operando em aplicativos de transporte;
  • Transição do mix de veículos rumo à descarbonização ao longo dos próximos 12 anos;
  • Revisar alíquotas de importação de veículos elétricos alinhada à existência de projetos de fabricação nacional.

Leia mais sobre: / / Economia

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.