21 de junho de 2024
Educação

Governo Federal reafirma fim de negociação sobre reajuste para docentes

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) confirmou que permanece aberto para diálogo com a categoria
O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos informou que há uma reunião da Mesa Setorial agendada para 14 de junho. (Foto: Divulgação).
O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos informou que há uma reunião da Mesa Setorial agendada para 14 de junho. (Foto: Divulgação).

Nesta última segunda-feira (3), o Governo Federal reafirmou que a negociação salarial com a categoria docente foi encerrada com o acordo assinado na última semana. Porém, o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) confirmou à Agência Brasil que permanece aberto para diálogo sobre pautas não-salariais em outras instâncias com a categoria.

Ainda há uma reunião da Mesa Setorial agendada para 14 de junho. No entanto, segundo o próprio MGI, serão discutidas somente pautas não-orçamentárias. Enquanto isso, o Proifes-Federação segue correndo contra o tempo para tentar recuperar o acordo. A assessoria jurídica da entidade entrou com um agravo, na esperança de que seja julgado até o prazo orçamentário do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO), que terminará em breve.

Vale lembrar que no dia 27 de maio, a Proifes-Federação assinou um acordo com o MGI, que teve como principal objetivo garantir reajustes salariais para 2025 e 2026. No entanto, o Andes-SN tenta cancelar o documento por meio de um pedido de anulação na Justiça.

Encerramento da greve em Goiás

A greve iniciada no último dia 7 de maio foi encerrada nesta última segunda-feira (3). O encerramento da greve foi decidido por meio de plebiscito eletrônico com 820 votos pelo fim da paralisação, 720 votos contra e 9 abstenções. Em comunicado interno, a universidade informou que irá estudar a forma de reposição de aulas e a comissão do calendário acadêmico vai apresentar, em breve, uma proposta.


Leia mais sobre: / Brasil / Cidades

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019