24 de maio de 2022
Diário das Eleições 2014

Governo Federal destina R$ 2,1 bilhões para a mobilidade urbana de Goiás

 

Ao investir em mobilidade urbana, o principal objetivo do Governo Federal é garantir mais qualidade de vida para a população. Estradas e transportes de massa modernos significam segurança e menos tempo gasto nos deslocamentos. Além disso, também facilita o escoamento da produção brasileira, diminuindo os seus custos e tornando os produtos mais competitivos no mercado.

Continua após a publicidade

“Ter um transporte de massa e de qualidade é para ganhar tempo de vida para as pessoas, para poderem viver, para ter o direito de desfrutar da vida, caso contrário ela passa uma grande parte dos seus dias dentro do transporte”, destaca a presidenta Dilma Rousseff. 

No Estado de Goiás, obras de mobilidade urbana vão beneficiar a população de quatro municípios: Anápolis, Aparecida de Goiânia, Luziânia e Goiânia. É transporte de massa para 2,3 milhões de goianos. Só a capital do estado ganhará 13,2 km de trilhos, com o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) no Eixo Anhanguera.

Ao todo, a população das quatro cidades próximas à Goiânia contará com mais 148,8 km de ônibus. Em Anápolis, estão sendo reestuturados 45,3 km dos corredores de transporte. Já em Aparecida de Goiânia, estão sendo reformulados 35 km dos corredores Norte/Sul e Leste/Oeste.

Continua após a publicidade

Em Goiânia, serão 22 km de faixas exclusivas do BRT Norte-Sul e seis corredores preferenciais nas avenidas Independência, 24 de Outubro, 85, T-7, T-9 e T-63 (46,5 Km). Para se ter uma ideia do impacto destas obras, a Avenida T-7 é a segunda via mais importante da cidade para o transporte coletivo, após a avenida Anhanguera. Pelo local, circulam oito linhas de ônibus que atendem a 103, 4 mil pessoas diariamente, segundo a Prefeitura de Goiânia.

O corredor preferencial da avenida T-7 terá 10,4 quilômetros de extensão, e vão receber novo recapeamento, ciclovia, abrigos com assentos, acessibilidade, sinalizações e iluminação. 
Com as seis obras dos corredores, a capital goiana terá 46,5 quilômetros destinados à circulação dos ônibus, integrando 66 linhas. Diretamente, serão beneficiados, diariamente, 601,2 mil usuários do transporte coletivo.

Transporte de qualidade

Ao todo, estão sendo investidos mais de R$ 2 bilhões em obras de mobilidade urbana no estado do Goiás. Só o BRT Norte-Sul receberá R$ 390 milhões para implantação das faixas exclusivas de ônibus e construção de estações de embarque e desembarque específicas.

“São obras que propiciam segurança e rapidez ao fazer a integração dos diferentes modais para que a população possa se locomover pagando uma tarifa justa”, explica a presidenta.

 

(Informações da assessoria do candidato)

Leia mais sobre:
Diário das Eleições 2014