12 de agosto de 2022
Educação

Governo faz parceria com a UFG para discutir boas práticas de gestão de ensino técnico profissionalizante

O objetivo é debater sobre a importância do planejamento para uma gestão escolar eficiente em Goiás
Desde 2021, as Escolas do Futuro já receberam mais de 15 mil cursos em Tecnologia e Artes. Fotos: Arquivo Sedi
Desde 2021, as Escolas do Futuro já receberam mais de 15 mil cursos em Tecnologia e Artes. Fotos: Arquivo Sedi

Com o propósito de levantar debates sobre a importância do planejamento escolar para uma gestão eficiente, a Secretaria do Estado e Desenvolvimento e Inovação (Sedi) desenvolveu parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) para aprimorar a gestão do ensino técnico profissionalizante. A imersão, que será realizada nos dias 5 e 6 de agosto, reunirá representantes das Escolas do Futuro do Estado de Goiás (EFGs).

Na programação estão previstas palestras sobre temas relacionados a boas práticas de gestão e Business Model Canvas. Além disso, também participarão do evento convidados do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

No final do encontro, a EFG apresentará um plano com previsão de ações a curto, médio e longo prazo para melhorar a gestão da educação do ensino técnico profissionalizante no estado. Desde 2021, as Escolas do Futuro já receberam mais de 15 mil cursos em Tecnologia e Artes.

Continua após a publicidade

Sob responsabilidade do Governo de Goiás, por meio da Sedi, as Escolas do Futuro são administradas pelo Centro de Educação, Trabalho e Tecnologia (CETT) da UFG. Atualmente, quatro unidades estão em funcionamento: Sara Kubitschek, em Santo Antônio do Descoberto; Luiz Rassi, em Aparecida de Goiânia; e Luiz Bittencourt e Basileu França, em Goiânia. As três primeiras são de base tecnológica e, a última, tem como foco atividades artísticas.