14 de junho de 2024
PREMIAÇÃO MERECIDA

Governo entrega prêmios a escolas por desempenho na alfabetização infantil

Escolas públicas municipais receberam o Prêmio Leia; investimento do Governo de Goiás é de R$ 18 milhões
Prêmio de R$ 80 mil foi entregue na quinta-feira a 150 escolas - Foto: Secom Goiás / Júnior Guimarães
Prêmio de R$ 80 mil foi entregue na quinta-feira a 150 escolas - Foto: Secom Goiás / Júnior Guimarães

A Escola Municipal Milca Martins Falchi, localizada na cidade de Mundo Novo, teve o melhor resultado goiano em alfabetização em 2023. Junto com outras 149 unidades públicas municipais, a escola recebeu o Prêmio Leia, entregue simbolicamente na quinta-feira (16) no Centro de Convenções, em Anápolis. Ao todo, foram distribuídos R$ 18 milhões aos colégios premiados.

O prêmio é uma iniciativa do Governo do Estado e foi entregue pelo governador Ronaldo Caiado a 150 escolas públicas municipais que obtiveram os melhores resultados em alfabetização, no ano passado, pelo Sistema de Avaliação do Estado de Goiás (Saego-Alfa).

Confira as dez primeiras colocadas no ranking

  • 1º – Escola Municipal Milca Martins Falchi (Mundo Novo)
  • 2º – Escola Municipal Francisco Xavier Vieira (Anicuns)
  • 3º – Escola Municipal Laura Barbosa Coelho (Alexânia)
  • 4º – Escola Municipal Manoel Ribeiro Rosa (Guapó)
  • 5º – Escola Municipal Dr. Euclides Wicar de Castro Parente Pessoa (Formosa)
  • 6º – Escola Municipal Maria Leandro da Costa (Jaraguá)
  • 7º – Escola Municipal Antônio Francisco Maciel (Cabeceiras)
  • 8º – Escola Municipal Antônio Mendes (Diorama)
  • 9º – Escola Municipal de Tempo Integral Santa Lúcia (Anicuns)
  • 10º – Escola Municipal Juscelino Kubitschek (Minaçu)

Prêmio em dinheiro

As 150 escolas vencedoras recebem um cheque no valor de R$ 80 mil, como forma de reconhecimento pelo empenho. Outras 150 escolas, que apresentaram índices que podem ser melhorados, recebem o valor unitário de R$ 40 mil, a fim de estimular o desenvolvimento da alfabetização na idade correta e levar educação de qualidade às crianças.

“As pessoas não conseguem imaginar essa revolução que está sendo feita em Goiás, que é fazer com que toda criança, no 2º ano do ensino fundamental, saiba ler, escrever e interpretar texto; coisa que antes não existia. Estamos cumprindo à risca o projeto, que é o de educar, de ler na idade certa”, destacou Caiado.

Finalidade

Estabelecido pelo Programa AlfaMais Goiás, o Prêmio Leia tem por objetivo estimular e reconhecer as unidades escolares que, em parceria com o Estado, apresentaram o melhor desempenho nos índices de alfabetização dos estudantes.

“Goiás assumiu esse compromisso pela alfabetização e hoje já temos registradas 300 mil crianças alfabetizadas, é um marco histórico”, frisou a secretária de educação, Fátima Gavioli.

“Esse programa representa muito para nossa prática profissional. A missão de alfabetizar vai muito além de ensinar letras e sons de palavras. Alfabetizar tem o propósito de capacitar as pessoas a ver, compreender, interpretar e se expressar por meio da escrita”, disse a professora Maria Delvani de Alencar Andrade, da Escola Municipal Milca Martins Falchi, que conquistou o primeiro lugar no Prêmio Leia.

Como funciona

A seleção dos estabelecimentos de ensino é baseada no ranking do Saego-Alfa, que compila informações sobre os níveis de proficiência dos alunos do ensino fundamental da rede pública dos municípios. São premiadas as escolas com os maiores índices de proficiência em Língua Portuguesa entre os estudantes matriculados nos 1º e 2º anos do ensino fundamental.

“Juntos, nós estamos construindo um futuro melhor para o nosso estado, qualificando e dando oportunidades para as crianças e jovens que futuramente terão a responsabilidade de liderar e serão a nossa camada produtiva”, salientou o vice-governador, Daniel Vilela.

O Programa AlfaMais Goiás

Criado em 2021 pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), o Programa AlfaMais Goiás tem o intuito de alfabetizar os estudantes goianos na idade certa, tendo como pilar fundamental o fortalecimento do regime de colaboração entre Estado e municípios. Para isso, é necessário o engajamento e colaboração entre governos estadual e municipais com as unidades de ensino, em busca de um planejamento das ações pedagógicas que visam assegurar o processo de aprendizagem dos alunos dos 1º e 2º anos do ensino fundamental e garantir a alfabetização de 100% das crianças goianas.

“A grade curricular e o método didático, de aprendizado, é construído de forma conjunta entre prefeitura e Estado”, resumiu o governador Ronaldo Caiado. Entre as ações do programa, estão a entrega de kits escolares e livros literários, além da realização de cursos de formação para professores. O AlfaMais Goiás está presente em 1.633 escolas de todos os 246 municípios goianos. Ao todo, 206 mil estudantes e 28 mil professores são beneficiados.

“Goiás dá o exemplo de que o regime de colaboração é viável e que a gente pode sim pensar em políticas a serem implementadas de forma segura e competente pelos gestores públicos. A gente precisa do engajamento de todos”, ressaltou a Coordenadora de Alfabetização, da Coordenação-Geral de Alfabetização, do Ministério da Educação (MEC), Mônica Silva.


Leia mais sobre: / / / Educação / Notícias do Estado

Marília Assunção

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás. Também formada em História pela Universidade Católica de Goiás e pós-graduada em Regulação Econômica de Mercados pela Universidade de Brasília. Repórter de diferentes áreas para os jornais O Popular e Estadão (correspondente). Prêmios de jornalismo: duas edições do Crea/GO, Embratel e Esso em categoria nacional.