24 de maio de 2024
Cooperativismo • atualizado em 22/05/2023 às 18:14

Governo de Goiás planeja instalar 50 novas cooperativas de reciclagens de lixo até o final de 2023

Atualmente oito municípios já estão na radar do governo para receber os recursos e formatar as cooperativas
Secretário da Retomada, César Moura. (Foto: Diário de Goiás)
Secretário da Retomada, César Moura. (Foto: Diário de Goiás)

Após o lançamento do Recicla Goiás, um Programa Estadual Intersecretariado de fomento à reciclagem, com ações e projetos das secretarias da Retomada, do Meio Ambiente, organizações sociais e prefeituras, a expectativa do governo é instalar mais 50 novas cooperativas de catadores de lixo até o final de 2023, segundo o secretário da Retomada, César Moura.

De acordo com o titular da pasta, oito municípios já estão na radar do governo para receber recursos e formatar as cooperativas. “A nossa equipe está indo para outros municípios, o nosso plano este ano é de 50 novas cooperativas de catadores. Vamos conseguir gerar renda para estas famílias que moram em condições sub humanas nestes lixões”, destaca César Moura ao Diário de Goiás.

Segundo o secretário, além do apoio à população mais vulnerável, a pasta está ajudando os municípios a cumprir uma obrigação seguindo a legislação ambiental. “O lixo hoje é uma responsabilidade de todos né da sociedade civil as prefeituras do estado da União”, disse.

César Moura explica que uma equipe visita lixões com objetivo de conscientizar quem quer participar do programa. “Levamos cursos de cooperativismo para eles poder entender e compra a ideia do cooperativismo”, explica.

“Depois levamos informação de como eles podem trabalhar e ganhar dinheiro do lixo, depois nós entramos com recurso do crédito social, compramos equipamentos básicos e aí o Estado entra para formatar a cooperativa deles com assessoria contábil e jurídica e administrativa. A gente deixa essa comparativa pronta”, completa.

Cidades mais avançadas

Alguns municípios goianos já começaram a receber os recursos. Segundo César Moura , em Corumbá de Goiás já foi entregue o recurso e a cooperativa já foi montada.

As próximas cidades que já fizeram o curso e vão receber o dinheiro serão: Acreúna; Anicuns; Goianira; Itapuranga; Mozarlândia; Pires do Rio; Quirinópolis; São Miguel do Araguaia; Silvânia e Vianópolis.

Investimentos

O secretário explica que, fazendo a reciclagem, diminui a quantidade de lixo que seria soterrado e gera riqueza para a população. Ao todo, o investimento será de R$ 23 milhões. César Moura explica que desse total, R$ 4,5 milhões é de crédito social, R$ 1,8 milhões são de consultoria para comparativas e prefeituras, e outros R$ 17 milhões auto composição da Secretaria do Meio Ambiente (Semad).

“Eu acredito nós vamos gastar muito mais do que os R$ 4,5 milhões do crédito social. A demanda está boa, os prefeitos compraram a ideia é a gente tem uma participação muito boa, e principal, teve cases de sucesso”, destaca.


Leia mais sobre: / / / Cidades

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.