20 de fevereiro de 2024
Emprego • atualizado em 23/11/2023 às 10:22

Governo de Goiás lança aplicativo ‘Minha Vaga’, com mais de 4 mil vagas já disponibilizadas

A Secretaria da Retomada faz o convite para que os empresários baixem o aplicativo para oferecer as vagas disponíveis.
Já em seu lançamento, a ferramenta está com mais de 4 mil vagas disponíveis por meio do Programa Mais Empregos. (Foto: Diário de Goiás).
Já em seu lançamento, a ferramenta está com mais de 4 mil vagas disponíveis por meio do Programa Mais Empregos. (Foto: Diário de Goiás).

Estabelecendo uma conexão entre quem tem as vagas de emprego e quem está em busca de uma oportunidade de trabalho, o Governo de Goiás lança o aplicativo ‘Minha Vaga’. A ferramenta que funciona como um Sine online foi apresentada ao setor produtivo nesta quinta-feira (23), na sede da Fecomércio. 

Desenvolvido pelo Colégio Tecnológico do Estado de Goiás (Cotec), sob a coordenação do Goiás Social, por meio da Secretaria da Retomada, o aplicativo promete desburocratizar e acelerar as contratações em todo o estado. Já em seu lançamento, a ferramenta está com mais de 4 mil vagas disponíveis por meio do Programa Mais Empregos.

Na palma da mão

Segundo o secretário da retomada de Goiás, César Moura, o trabalhador, onde ele estiver, vai ter um feirão de emprego na mão. “O trabalhador vai ser avisado de entrevistas, vai poder escolher a vaga que ele quer. Também vai ser avisado se tem alguma vaga perto da casa dele, ou se entrou uma vaga nova na função que ele precisa. Então é uma forma de criar uma rede social entre os interessados e o recurso humano das empresas”, explica em entrevista ao Diário de Goiás.

César também informa que o aplicativo é leve e de navegação simples para funcionar em qualquer tipo de aparelho, independente da potência dele. O procedimento, segundo o secretário, também é simplificado. “Não mudamos o ritmo do RH, o que a gente quis foi pegar as empresas e colocar as pessoas que estão realmente procurando vaga mais próximo da informação da empregabilidade”, conclui.

A secretaria da retomada faz o convite para que os empresários baixem o aplicativo para oferecer as vagas disponíveis. “Estamos aqui hoje para facilitar com que a Fecomércio traga mais vagas. Depois vamos visitar a FIEG, a DIAL, a OCB, para que todos saibam a facilidade que tem e também nos falem se precisa ajustar alguma coisa na plataforma para ser mais assertivo para eles. Com a movimentação de final a expectativa é de que as pessoas possam ter emprego e terminar o ano gerando emprego e renda na sua família”, finaliza.

Qualificação

Para o presidente da Fecomércio, Marcelo Baiochi, a maior dificuldade que encontra o empresário na hora da contratação é a qualificação. “O aplicativo é a forma de você usar a tecnologia para poder levar as vagas de empregos a quem precisa trabalhar. Várias indústrias em Goiás, várias entidades do comércio, várias empresas do comércio estão com vagas disponíveis e não conseguem encontrar a mão de obra qualificada”.

A alternativa proposta pelo presidente é para que as pessoas busquem se qualificar. “Os interessados na qualificação têm que ir atrás das diversos entidades, principalmente o sistema S, que oferece cursos de qualificação, muitas das vezes, de forma gratuita. Porque a empresa hoje tem vagas disponíveis para diversas etapas, mas que não conseguem ocupar pela falta de qualificação”, orienta Baiochi.

Com o lançamento do aplicativo ele vislumbra uma possibilidade de novas conexões, e informa o interesse em manter o diálogo com a secretaria de retomada para aprimorar o aplicativo. “Penso que podemos inserir os sistemas que oferecem qualificação de mão de obra para estar dentro do aplicativo. E o candidato pode procurar a vaga e a qualificação para fazer ao mesmo tempo o processo”, sugere.


Leia mais sobre: / / / / / / Cidades / Notícias do Estado

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019