14 de junho de 2024
Maior campanha do Estado • atualizado em 29/05/2024 às 19:35

Governo de Goiás envia nova remessa com 240 toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul

De acordo com o governador Ronaldo Caiado, desta vez, seguiram para o Sul sete comboios com 44 caminhões carregados com diversos itens essenciais
A nova remessa foi apresentada pelo governador nesta quinta (29), no Corpo de Bombeiros. Foto: Altair Tavares/DG
A nova remessa foi apresentada pelo governador nesta quinta (29), no Corpo de Bombeiros. Foto: Altair Tavares/DG

O Estado de Goiás enviou uma nova remessa com cerca de 240 toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul. Ao todo, foram sete comboios com 44 carretas carregadas de insumos. O governador Ronaldo Caiado (UB) agradeceu a participação do povo goiano nas campanhas de arrecadação e destacou a atuação das forças de segurança goianas que trabalharam no socorro aos gaúchos.

Em solenidade no quartel do Corpo de Bombeiros, na Defesa Civil, o governador apresentou os caminhões que serão enviados ao Sul com alimentos e produtos de higiene. Toda a carga foi adquirida por meio de doações que, de acordo com ele, somada a primeira remessa, foi a maior campanha já realizada pelo Estado de Goiás.

Nós temos que agradecer a todos os goianos que se empenharam. A informação oficial da Defesa Civil e dos Bombeiros Militares que temos hoje é que foi a maior campanha do Estado de Goiás, com donativos que atingem a 1.076 toneladas

governador Ronaldo Caiado

Caiado enfatizou que a ajuda não vai parar por aí. Conforme o governador, o Estado pretende continuar auxiliando com envio de profissionais da saúde, medicamentos e outros tipos de insumos necessários. “Nós estamos montando também uma equipe de assistentes sociais e de psicólogos para que a cada momento, em cada fase, aquilo que o Estado puder ajudar, ele vá ajudando. Seja na parte dos bombeiros militares, no momento mais dramático, seja nas doações de forma continuada, até que se estabilize a situação daquele povo”, destacou.

Alerta em situações climáticas

O governador aproveitou para fazer um alerta aos prefeitos, em geral, sobre as ações de enfrentamento de catrástrofes naturais, como as que assolaram o Rio Grande do Sul. “Quando tem a estrutura montada dentro da Prefeitura, ela imediatamente recorre com aqueles laudos ao Ministério de Interior, ao Ministério de Desenvolvimento do Governo Federal, e você tem a compensação daquelas perdas. Então, o Ministério de Desenvolvimento Regional está instalado para atender essas demandas em decorrência dessas situações climáticas que ocorrem”, explicou Caiado.

O chefe do Executivo destacou também a importância de estabelecer uma dinâmica que siga as diretrizes do Governo Federal, para que as estratégias, de fato, funcionem. “Quando há uma Prefeitura bem instalada, com tudo isso lá dentro montado, todo aquele prejuízo é informado ao Ministério de Desenvolvimento Regional e aí é cobrado uma resposta, para que venha também, pelo menos parcialmente, atender aquele prejuízo de cada município, e o Estado também sempre contribuindo”, ressaltou Ronaldo Caiado.


Leia mais sobre: / / / / Notícias do Estado

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.