18 de abril de 2024
PROTEÇÃO • atualizado em 30/01/2024 às 11:54

Governo de Goiás cria estratégias para reforçar segurança das mulheres no transporte coletivo

Segundo Caiado, as mulheres poderão se sentir tranquilas já que “não vai ter mais assédio" devido a ação policial
Governo de Goiás promoveu pacote de melhorias para o transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia. (Foto: Hegon Corrêa e Júnior Guimarães)
Governo de Goiás promoveu pacote de melhorias para o transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia. (Foto: Hegon Corrêa e Júnior Guimarães)

O Governo de Goiás promoveu pacote de melhorias para o transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia, incluindo o reforço na segurança das mulheres. As medidas foram anunciadas pelo governador Ronaldo Caiado, nesta segunda-feira (29), e consiste em estratégias que objetivam proteger especialmente as usuárias que serão implantadas a partir deste ano nos terminais e estações.

Segundo o governador, as mulheres poderão se sentir tranquilas já que “não vai ter mais assédio, porque elas sabem que a polícia vai chegar e vai prender”.

Atualmente, dois terços dos usuários do transporte coletivo são mulheres, portanto, haverá integração dos aplicativos Mulher Segura e SiMRMTC, tendo acesso direto aos serviços oferecidos pela Segurança Pública do Estado, como localização e telefones de batalhões e delegacias mais próximas, por exemplo. Há também acesso a registros de ocorrências direto com a Polícia Militar, por meio da comunicação com o atendente e viatura via chat.

De acordo com a primeira-dama e coordenadora do Goiás Social, Gracinha Caiado, a integração da mais um passo importante para a proteção das mulheres goianas. “Queremos que essa mulher, caso seja vitimada, tenha acesso imediato às forças de segurança para que ela possa preservar a sua vida”, diz.

Além disso, o presidente da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), secretário-geral de governo Adriano da Rocha Lima, falou sobre a agilidade e eficiência do aplicativo. “Em qualquer situação que as mulheres estiverem sentindo desconforto, ela pega o celular, sem alarde, aperta um botão e automaticamente a polícia é acionada e vai tomar todas as providências”, afirmou.

Investimento em tecnologia

O projeto Nova Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) planeja que terminais recebam investimentos em tecnologia, como sistema de reconhecimento fácil, câmeras de vigilância e canais de denúncia. O aparato dará agilidade à ação policial, além de reforço na iluminação, sinalização e acessibilidade.

“A tecnologia é uma importante aliada no combate à violência. São ações que visam garantir um ambiente acolhedor e protegido para todos os cidadãos que utilizam o transporte coletivo”, disse Caiado.


Leia mais sobre: / / / / / / Cidades

Maria Paula

Jornalista formada pela PUC-GO em 2022 e MBA em Marketing pela USP.