25 de maio de 2024
Investigação

Governo cobra investigação para apurar possível fraude no concurso da PM-GO

Imagens que circulam nas redes sociais, mostram os cadernos de prova
O concurso é para preencher mais de 1,5 mil vagas, com salários de até R$ 6,3 mil. (Foto: Divulgação)
O concurso é para preencher mais de 1,5 mil vagas, com salários de até R$ 6,3 mil. (Foto: Divulgação)

Após denúncias sobre vazamento de fotos da prova do concurso público da Polícia Militar de Goiás (PM-GO), realizado no último domingo (10), a Secretaria de Estado da Administração (Sead) de Goiás, informou que pediu a apuração ao instituto responsável pela realização do certame.

O concurso é para preencher mais de 1,5 mil vagas, com salários de até R$ 6,3 mil. Imagens que circulam nas redes sociais, mostram os cadernos de prova. Lembrando que o uso de celular nos locais é proibido.

Em nota, a Sead disse que nesta terça-feira (12) o instituto AOCP foi notificado, e além disso, o órgão também cobrou a identificação de quem fez as fotos para tomar as medidas necessárias. Ainda em nota, a Sead disse que todos os protocolos foram adotados em todos os processos de realização da prova, com uso de detectores de metais, determinação aos candidatos para que guardassem os aparelhos eletrônicos em campo visível e a fiscalização nas dependências em que foram realizadas as provas.

NÃO DEIXE DE LER: Concursos da Polícia Militar de Goiás eleva concorrência e recebem quase 68 mil inscrições

Até o fechamento dessa matéria, nossa reportagem procurou posicionamento do instituto AOCP, nossas ligações não foram atendidas, e aguardamos retorno via e-mail. O espaço fica aberto.


Leia mais sobre: / / / / / Cidades

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.