25 de junho de 2022
Esportes • atualizado em 09/09/2020 às 23:40

Goiás sofre gol no último lance de jogo contra o Coritiba e segue na lanterna do Brasileirão

Goiás 3x3 Coritiba (Foto: Rosiron Rodrigues)
Goiás 3x3 Coritiba (Foto: Rosiron Rodrigues)

Até os 50 minutos do segundo tempo o Goiás Esporte Clube estava comemorando sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro. Mas um gol do Coritiba, estragou a festa esmeraldina no Estádio Hailé Pinheiro.

O confronto terminou empatado em 3 a 3. Com o resultado o Verdão segue na última colocação na tabela de classificação da Série A. Apenas cinco pontos em sete jogos realizados.

O clube paranaense abriu vantagem de dois gols com Robson e William Matheus. A virada do Verdão foi construída com gols de Rafael Moura, Jara e Sabino (contra). O próprio Sabino em cobrança de pênalti fez o gol de empate já nos acréscimos.

Continua após a publicidade

Jogo

O duelo entre Goiás e Coritiba começou de forma alucinante na primeira metade de partida. Mesmo jogando fora de casa, o Coxa Branca tratou logo de construir uma boa vantagem no marcador. Aos 12, William Matheus encontrou Sassá dentro da área, que só ajeitou para a chegada de Robson, completando para o fundo das redes. Mesmo na frente, o Coritiba continuava em cima e ampliou aos 36. Em uma bola mal recuada por Edílson, o goleiro Tadeu, do Esmeraldino tentou afastar com um soco, mas a redonda acertou William Matheus e foi morrer no barbante: 2 a 0.

Os donos da casa renovaram as esperanças já aos 42 minutos. Após bola alçada na área, Jefferson desviou com o braço. Pênalti assinalado e Rafael Moura na cobrança. O centroavante do Goiás não desperdiçou, tirando Wilson da foto e diminuindo a diferença: 2 a 1. Cinco minutos mais tarde, Rodolfo Filemon, do Coritiba, levou cartão vermelho por acertar Rafael Moura com um chute. Desvantagem no placar, mas vantagem numérica para o Goiás na ida para os vestiários.

Continua após a publicidade

Precisando da vitória, os mandantes partiram com tudo para cima em busca dos gols da virada. Apesar da pressão, o Coritiba conseguia se segurar bem na defesa. Mas, aos 35, a rede voltou a balançar. Em boa jogada tramada pelo ataque esmeraldino, Rafael Moura achou Keko entrando na área. O argentino tocou de primeira para dentro da área, onde Ignacio Jara, que tinha acabado de entrar, apareceu para deixar tudo igual.

Ainda comemorando o empate, o Goiás marcou novamente e passou na frente no marcador. Se no primeiro tempo foi a defesa dos mandantes que bateu cabeça, no segundo foi a vez dos visitantes. Após cruzamento da esquerda, Sabino tentou cortar a bola, mas acabou mandando contra a própria meta: 3 a 2 para o Goiás.

Quando a partida já se encaminhava para uma vitória do Goiás, a arbitragem assinalou mais uma penalidade. Dessa vez, para o Coritiba. Após escanteio, Rafael Vaz colocou a mão na bola e acabou recebendo o segundo cartão amarelo, sendo expulso. Na batida, Sabino chamou a responsabilidade e não desperdiçou, se redimindo e deixando tudo igual em Goiânia: 3 a 3.

Ficha Técnica – Goiás 3×3 Coritiba

Local – Estádio Hailé Pinheiro

Arbitro – Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes – Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Jean Márcio dos Santos (RN)

Goiás – Tadeu; Edílson (Pintado), David Duarte, Rafael Vaz e Jefferson; Gilberto Júnior, Breno (Miguel Figueira) e Daniel Bessa (Jara); Mike (Victor Andrade), Rafael Moura e Vinícius Lopes (Keko). Técnico: Thiago Larghi

Coritiba – Wilson; Jonathan, Sabino, Rodolfo Filemon e William Matheus; Hugo Moura (Luiz Henrique), Matheus Sales (Matheus Galdezani) e Matheus Bueno (Rodholfo) ; Robson (Giovanni Augusto), Igor Jesus e Sassá (Natanael). Técnico: Jorginho

Leia mais sobre:
Esportes Goiás Esporte Clube