29 de maio de 2024
ÍNDICE POSITIVO

Goiás registrou a maior atividade econômica do Brasil em novembro do ano passado

Se considerado o acumulado do ano, a atividade econômica goiana ocupou o segundo lugar no cenário nacional
Goiás obteve alta em 10% em novembro do ano passado. (Foto: Cristiano Borges)
Goiás obteve alta em 10% em novembro do ano passado. (Foto: Cristiano Borges)

O Índice de Atividade Econômica (IBCR), medido pelo Banco Central (BC), aponta que Goiás obteve alta em 10% em novembro do ano passado, se comparado com o mesmo mês de 2022. O crescimento brasileiro no mesmo período foi de 2,2%. Segundo os dados do Instituto Mauro Borges de Estatística e Estudos Socioeconômicos (IMB), o estado alcançou o melhor resultado do Brasil.

Conforme a análise, Goiás esteve na primeira posição na variação mensal com ajuste sazonal, comparando os meses de novembro e outubro do ano passado, com crescimento de 4,1% diante do aumento nacional de 0,01%. De acordo com o secretário-geral do Governo, Adriano da Rocha Lima, os dados evidenciam o crescimento da economia goiana.

“Os dados do Banco Central evidenciavam que a economia goiana está crescendo e apresentando resultados elevados e muito acima da média do restante do país. A gestão continuará empreendendo esforços para impulsionar ainda mais essa performance”, afirma.

Se considerado o acumulado do ano, a atividade econômica também teve um bom resultado, com aumento de 5,6%, contra 2,4% de crescimento nacional. Com isso, Goiás ocupou o segundo lugar no Brasil, ficando atrás do Paraná.

Segundo o diretor-executivo do IMB, Erik Figueiredo, o Índice vem revelando desempenho da economia goiana ao longo do ano. “Goiás apresentou o maior crescimento entre todos os estados avaliados no interanual e o mais importante: também obteve um crescimento de 5,6% no acumulado do ano, um resultado surpreendente e mais que o dobro do crescimento nacional”, ressalta.


Leia mais sobre: / / / / Cidades

Maria Paula

Jornalista formada pela PUC-GO em 2022 e MBA em Marketing pela USP.