27 de fevereiro de 2024
Índice de Violência • atualizado em 06/12/2023 às 16:30

Goiás registra queda de homicídios em 18% entre 2020 e 2021; média nacional reduziu 4,8%

O Estado de Goiás foi o terceiro com maior redução no número de homicídios no período analisado, conforme dados do Atlas da Violência
Ronaldo Caiado afirma que números são resultado de investimentos em segurança pública no Estado. Foto: Secom
Ronaldo Caiado afirma que números são resultado de investimentos em segurança pública no Estado. Foto: Secom

O Atlas da Violência, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), na terça-feira (5), apontou que Goiás teve queda de 18% na taxa de homicídios entre os anos de 2020 e 2021, sendo o terceiro estado com maior redução. No mesmo período, a média nacional reduziu apenas 4,8%.

Conforme o ranking nacional, os maiores aumentos percentuais na taxa de homicídios ocorreram no Amazonas (34,9%), Amapá (17,1%) e em Rondônia (16,2%), evidenciando o problema de segurança pública da região Norte do país.

Em contrapartida, em Goiás, se comparado com dados de 2018, a redução foi ainda mais significativa, chegando a 35%. O número total de homicídios no estado caiu de 2.177 casos em 2020, para 1.812 em 2021, uma diminuição de 16,8%.

De acordo com o Atlas da Violência, Goiás está entre os seis estados que apresentaram “diminuição sistemática e persistente”. “Um aspecto digno de nota é a diminuição, sistemática e persistente, das taxas de letalidade de seis unidades federativas, desde o início da série: Alagoas, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Paraíba e São Paulo”, ressaltou o documento.

Tipos de homicídios

Considerando apenas os casos de mortes provocadas por arma de fogo, Goiás é o segundo estado brasileiro com maior diminuição, registrando 27% menos casos em 2021, em comparação com 2020. Foram 1.391 notificações em 2020, contra 1.012 no ano seguinte. Desde 2018, a redução desses crimes em Goiás é de 48%. A média geral do país foi de apenas 2% de queda.

Já a taxa de homicídios de jovens, que compreende a população de 15 a 29 anos, caiu 24,9% entre 2020 e 2021, ficando atrás apenas do Rio Grande do Norte (27,5%) e Acre (44,5%). Quando considerado as crianças e adolescentes entre 5 e 14 anos, a redução em Goiás chega ao número expressivo de 43,8%, enquanto a média nacional foi de 12,9%.

Por fim, outro índice que despenca em Goiás acima da média nacional, de acordo com o Atlas da Violência, são os homicídios de pessoas negras. Enquanto o estado reduziu em 17% o número total desses crimes, o país registrou queda de apenas 3,5% na quantidade de notificações.

Investimentos em segurança

Para o governador Ronaldo Caiado, os números são resultado de investimentos em segurança pública, tidos como prioridade pela atual gestão. “Nossas polícias estão integradas e têm tecnologia, informação e formação de policiais preparados para enfrentar a realidade do crime que, hoje, intimida o Brasil, mas não Goiás. Sem segurança pública, não existe Estado Democrático de Direito, liberdade, economia de mercado, não existe sequer a condição do cidadão sobreviver”, pontuou Caiado.


Leia mais sobre: / / Notícias do Estado

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.