26 de junho de 2022
Pandemia em Goiás

Goiás já teve 1,3 milhão de casos de Covid-19 confirmados

São 1,8 mil novos casos de acordo com a última atualização da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO)
Atualização foi publicada pela SES-GO nesta terça-feira (17) e constam 1,8 mil novos casos
Atualização foi publicada pela SES-GO nesta terça-feira (17) e constam 1,8 mil novos casos

A fase de retomada de eventos e de desobrigação do uso de máscaras em ambientes abertos e fechados põe Goiás em alerta, após o governador Ronaldo Caiado (UB) testar positivo para a Covid-19 nesta terça-feira (17). Foram 1,3 milhão de testes positivos para a Covid-19 desde o início da Pandemia somente em Goiás, segundo dados da última atualização do Boletim Informativo da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) que foi publicada pela pasta nesta terça-feira (17).

Foram 1.799 novos casos foram confirmados pela pasta somente nas últimas 24 horas e as taxas de ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) é de 47,92% e para os leitos de enfermaria é de 24,44%. O número de óbitos confirmados pela pasta é de 26.581, o que significa que a taxa de letalidade é de 1,97%. Outros 890 óbitos suspeitos são investigados.  

O índice de internação e de óbitos publicado pela SES-GO no mês de abril (atualização é mensal) constata que idosos não vacinados puxam os dados para cima. Os idosos não vacinados, ou que não contam com a vacinação completa contam com uma taxa de óbitos nove vezes maior e uma taxa de internação oito vezes maior do que os idosos que contam com o esquema primário e com uma dose de reforço. 

Continua após a publicidade

A cada 100 mil habitantes, a taxa de internação é de 29,17 para idosos (+60 anos) não vacinados, de 3,48 e para aqueles que possuem a dose de reforço e de 2,75 para aqueles idosos que contam com o esquema primário de imunização. Para esta faixa etária, a taxa de óbitos é de 23,34 para aqueles que não estão vacinados, 5,04 para quem conta com o esquema primário e 2,57 para aqueles que possuem a dose de reforço.  

O índice é menor para os casos de adultos (18 a 59 anos), que representam uma taxa de internação três vezes maior do que os adultos que contam com o esquema de imunização completo. A cada 100 mil habitantes, a taxa de internação para quem conta com esquema primário é de 0,73, para quem não está vacinado é de 0,40 e para quem possui a dose de reforço é de 0,15. Os índices para os óbitos são de 0,56 para quem conta com o esquema primário e de 0,27 para aqueles que não estão vacinados.  

Doses aplicadas 

Continua após a publicidade

Conforme atualização da desta terça-feira (17), foram aplicadas 5.755.795 primeiras doses das vacinas contra a Covid-19 em todo o Estado. Em relação à segunda dose e a dose única, foram vacinadas 5.100.114 pessoas, e 2.164.197 pessoas já receberam a dose de reforço. Entre as crianças de 5 a 11 anos, 47,39% já receberam uma dose da vacina. Os dados são preliminares e coletados junto ao Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), do Ministério da Saúde (MS). 

Veja também:

Prefeito de Goiânia sanciona plano de carreira dos agentes de saúde

Moro fala da relação com SP e reclama de ação sobre domicílio eleitoral: ‘É sério isso?’