19 de agosto de 2022
Notícias do Estado

Goiás é um dos dez estados que não disponibilizam formas de participação do cidadão pela internet, diz IBGE

Palácio Pedro Ludovico Teixeira, sede do governo. (Foto: Divulgação)
Palácio Pedro Ludovico Teixeira, sede do governo. (Foto: Divulgação)

Goiás é um dos dez estados brasileiros que não disponibiliza nenhuma das formas de participação do cidadão pela internet consultadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados referem-se ao ano de 2019.

As formas investigadas pela Pesquisa de Informações Básicas Estaduais (Estadic) são: consulta pública online para que cidadãos possam enviar contribuições para leis, orçamentos e planos; grupos de discussão como fóruns ou comunidades pela internet; enquete online sobre assuntos de interesse do governo estadual e votação online para orientar a tomada de decisão sobre políticas públicas, orçamento, etc.

Conforme o levantamento, Goiás também estava entre as 15 unidades da federação que não disponibilizaram acesso à internet por conexão wi-fi para a população.

Continua após a publicidade

Estado disponibiliza, via internet, metade dos serviços perguntados

De acordo com o levantamento, nove de 17 serviços eram oferecidos pelo governo estadual em sua página na internet. Estão disponíveis, entre outros, serviços como concurso público e matrícula escolar na rede pública online. Por outro lado, oito serviços não estavam disponíveis, como ouvidoria, delegacia eletrônica e agendamento de consulta na rede pública de saúde.

Diferentemente de 2019, em 2014, o estado respondeu positivamente para ouvidoria, serviço de atendimento ao cidadão, delegacia eletrônica e emissão de certidão negativa de débito.

Continua após a publicidade

Redes sociais

A pesquisa também verificou, pela primeira vez, o uso de redes sociais pelos governos estaduais. O estado de Goiás utilizava, em 2019, Facebook, Instagram, YouTube e Twitter. Em contrapartida, Vimeo, Telegram, WhatsApp, Flickr e Blogspot não eram usados.

O governo do estado respondeu que atualiza as plataformas diariamente. As atividades eram postar notícias sobre o governo e divulgar serviços ou campanhas. Todavia, Goiás estava entre os três estados, junto Alagoas e Paraná, que não respondem a comentários e dúvidas dos cidadãos. O estado também não realiza consulta pública ou enquetes. Além disso, também respondeu não possuir aplicativo próprio do governo estadual.

Ações sociais

A pesquisa também apontou que o estado desenvolveu, entre as ações questionadas, apenas a instalação de computadores na rede pública de ensino com acesso à internet para utilização de alunos e professores.

As demais ações, o estado respondeu de forma negativa. São elas: Disponibiliza acesso público e gratuito à internet através de centros de acesso, informações e serviços de órgãos públicos disponibilizados em quiosque ou balcão informatizado, ponte entre parceiros e as comunidades carentes, a fim de promover o acesso à internet e aos computadores aos indivíduos menos favorecidos, cursos de capacitação em informática para a população e instalação de rede wi-fi rede pública estadual de ensino para acesso de professores e alunos.