15 de agosto de 2022
Goiás Esporte Clube

Goiás deve agradecer o Rio Verde

Não vai ser dessa vez que o Goiás irá repetir os feitos de 1972 e 75, quando conquistou o título do Campeonato Goiano de maneira invicta, a equipe perdeu para o Rio Verde por  1 a 0 na noite desta quinta-feira (21). Contudo, por mais que tenha sido um baque para os esmeraldinos, esse revés pode fazer muito bem ao time da Serrinha.

Em primeiro lugar deixar o time alviverde com os pés no chão. O discurso geral dos atletas e da comissão técnica é que o Goiás não era imbatível, o técnico Enderson Moreira repetiu isso na entrevista coletiva após a derrota, porém algumas declarações deixam a dúvida esse discurso humilde era real. Primeiro Thiago Mendes disse que “o Goiás só perde para ele mesmo e quando quiser”. Já nesta semana o zagueiro Rodrigo classificou a competição como “fraca”. Sendo derrotado o Goiás pode chegar até mais forte (leia-se focado e concentrado) para a fase semifinal.

Continua após a publicidade

A partida de quinta-feira mostrou também uma deficiência recorrente do Goiás, falta de criatividade no meio campo. Dentre as opções que possui no elenco, Enderson conta com apenas dois meias do estilo camisa 10, Renan Oliveira e David, o primeiro voltou a sentir cólicas renais e não enfrentou o Rio Verde, o segundo entrou no decorrer do confronto.

A entrada de David no lugar de Eduardo Sasha fez com que o Goiás melhorasse, porém não foi suficiente. Exceto uma finalização, o meia não conseguiu criar grandes oportunidades de gol, nem mesmo passes para deixar seus companheiros em uma situação confortável. O Goiás necessecita urgentemente, mais do que em qualquer outra posição, de um meia de criação. Não adianta ter dois jogadores que sabem fazer gols, Walter e Neto Baiano, se a bola não chegar com qualidade até eles.

Em apenas 90 minutos o Rio Verde mostrou ao Goiás a realidade do campeonato e do seu próprio elenco.

Continua após a publicidade

Leia mais sobre:
Goiás Esporte Clube