28 de junho de 2022
Economia

Goiás cria mais de 77 mil empregos no 1º semestre de 2021, diz Caged

Goiás foi o sexto estado em geração de empregos no país. (Foto: Marcelo Camargo/EBC)
Goiás foi o sexto estado em geração de empregos no país. (Foto: Marcelo Camargo/EBC)

Goiás criou 77.785 vagas de emprego com carteira assinada no primeiro semestre de 2021. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (29) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Conforme o sistema, o estado registrou 345.939 contratações nos primeiros seis meses do ano e 268.154 demissões.

Goiás ocupa a sexta colocação no ranking nacional no saldo de criação de empregos, atrás de São Paulo, que teve saldo de 491.021 empregos, Minas Gerais (185.578), Santa Catarina (126.111), Paraná (118.316) e Rio Grande do Sul (93.139).

Continua após a publicidade

De janeiro a junho de 2021, o estado registrou saldos positivos. E os números do semestre superam todo o ano de 2020, quando foram criadas 23.160 vagas com Carteira de Trabalho assinadas.

Em junho, o Caged aponta que foram criados 15.141 novos empregos formais em Goiás, o que representa o sexto melhor resultado do país. No mês passado foram 59.649 contratações e 44.508 demissões.

Em termos percentuais, houve um crescimento de 322,93% na comparação de junho de 2021 com o mesmo mês de 2020. Foram 15.141 ante 3.583 do ano passado.

Continua após a publicidade

Números nacionais

O Caged também apontou os dados da geração de empregos no Brasil no mês de junho, com saldo positivo de 309.114, resultado de 1.601.001 admissões contra 1.291.887 desligamentos. Já no primeiro semestre, no país, o saldo é de 1.536.717 novas vagas com carteira assinada, fruto de 9.588.085 admissões ante 8.051.368 desligamentos.

As cinco regiões brasileiras apresentaram números positivos. No Sudeste, o mês de junho terminou com um saldo de 160.377 postos de trabalho. O Nordeste, com 48.994 vagas, seguido pelas regiões Sul (42.270), Centro-Oeste (35.378 postos) e Norte (22.064 postos).