16 de abril de 2024
Economia • atualizado em 23/02/2024 às 16:58

Goiás alcança a maior atividade econômica dos últimos 13 anos; crescimento de 6,1%

De acordo com o Banco Central do Brasil, a economia goiana cresceu 6,1% em 2023, enquanto a média nacional foi de 2,4%
O crescimento econômico de Goiás foi maior que a média dos estados que compõem o Centro-Oeste. Foto: Reprodução
O crescimento econômico de Goiás foi maior que a média dos estados que compõem o Centro-Oeste. Foto: Reprodução

O Índice de Atividade Econômica Regional (IBCR), divulgado pelo Banco Central do Brasil (BCB) aponta que Goiás alcançou a maior atividade econômica dos últimos 13 anos. Em 2023, a economia do Estado obteve crescimento na variação acumulada de 6,1%. No mesmo período, a média nacional foi de 2,4%.

De acordo com o Instituto Mauro Borges (IMB), o crescimento econômico de Goiás foi maior que a média dos estados que compõem o Centro-Oeste, registrada em 5,8%. Além disso, o Estado de Goiás também garantiu o segundo lugar no ranking nacional dentre as a unidades federativas que mais cresceram no ano de 2023, ficando atrás apenas do Paraná, que teve aumento de 7,8%.

Na variação mensal interanual, na comparação entre dezembro de 2023 com o mesmo mês do ano anterior, o aumento goiano foi de 11,7%. Nesse indicador, a média brasileira foi de 1,4%. Já na variação mensal com ajuste sazonal, no comparativo entre dezembro e novembro de 2023 o aumento foi de 1,9% para Goiás, contra 0,8% do Brasil.

O diretor-executivo do IMB, Erik Figueredo, destacou os números e falou sobre as expectativas para o PIB estadual. “O número divulgado no índice consolida todas as estimativas realizadas pelo IMB ao longo do ano. Esperamos confirmar um crescimento próximo a 6% em breve, com a divulgação do nosso PIB estadual”, acrescentou Figueredo.


Leia mais sobre: / / / Economia / Notícias do Estado

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.