12 de agosto de 2022
Covid-19

Goiás aguarda liberação do Ministério da Saúde para vacinar crianças de 03 a 05 anos

SES-GO vai avaliar possibilidade de iniciar vacinação ainda nesta semana
Saúde de Goiás aguarda Nota Técnica do MS para iniciar vacinação de crianças de 3 a 5 anos contra a Covid-19 (Foto: Enio Medeiros)
Saúde de Goiás aguarda Nota Técnica do MS para iniciar vacinação de crianças de 3 a 5 anos contra a Covid-19 (Foto: Enio Medeiros)

Depois da aprovação do uso emergencial da vacina CoronaVac para crianças na faixa etária de 3 a 5 anos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na última quarta-feira (13/07), alguns estados já começaram a imunização. Capitais como São Luis (MA), Manaus (AM), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Belém (PA) e Boa Vista (RR) já estão vacinando crianças conforme a recomendação do Ministério da Saúde (MS). Goiás, entretanto, ainda aguarda liberação da pasta para começar a referida vacinação.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), informou que pretende avaliar, em reunião extraordinária junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado de Goiás (COSEMS-GO), a possibilidade do início da vacinação ainda nesta semana. A pasta destacou também que ainda não recebeu a Nota Técnica do MS a respeito da vacinação.

Confira o comunicado da SES-GO na íntegra:

Continua após a publicidade

“Considerando o pronunciamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) referente a autorização de vacinar crianças de 03 a 05 anos contra Covid-19 com a vacina Coronavac, os posicionamentos favoráveis das: Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI/MS) e da Comissão Consultiva/Deliberativa para as Ações de vacinação Contra Covid-19 (CCDAV), bem como o quantitativo de doses da vacina (Coronavac) existente no Estado, a Secretaria de Estado da Saúde está solicitando junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado de Goiás (COSEMS GO) uma reunião extraordinária, para avaliarmos a possibilidade do início da vacinação ainda esta semana. A decisão será formalizada via Nota Técnica Estadual aos Municípios. Na oportunidade informamos que até o momento não recebemos Nota Técnica do MS.”

LEIA TAMBÉM: Mulheres vítimas de violência podem contar com acolhimento (diariodegoias.com.br)