logomarcadiariodegoias2017

Secretária de Saúde, Fátima Mrué. (Foto: Arquivo/Diário de Goiás)
fatima mrue foto diario de goias

Após a reivindicação de mães e pais de crianças que realizam tratamento no Hospital Araújo Jorge, em Goiânia, nesta quinta-feira (18), a secretária Municipal de Saúde (SMS), Fátima Mrué, transferiu a responsabilidade para a unidade de saúde.

“O Hospital Araújo Jorge não nos disponibilizou a marcação desses exames veiculados, mielograma e punção lombar. O Hospital Araújo Jorge por um erro deles não disponibilizou esses exames para a Secretaria. Nós desconhecíamos isso. Isso não foi trazido até nós, embora a gente tenha uma equipe de plantão permanente desde o início da implantação do sistema e esses exames não foram disponibilizados pelo Hospital Araújo Jorge até hoje cedo”, disse a secretária.

Fátima Mrué afirmou, em entrevista coletiva, que o serviço é feito também por outros prestadores de serviço. No entanto, a secretária não informou quais são essas unidades. “Nós temos outros prestadores também desse exame. É importante que o paciente faça seus exames no local onde faz o tratamento, especialmente as crianças. Para isso, o Hospital precisa liberar a sua disponibilização do exame”, destacou.

Segundo a titular da Saúde de Goiânia, a partir de sexta-feira (19) os exames serão remarcados. “Nós pedimos a eles [Hospital Araújo Jorge] que assim fizessem no decorrer do dia para que, a partir de amanhã, esses pacientes possam ter seus exames agendados por nós para serem realizados no Hospital Araújo Jorge”, concluiu.

Veja protesto:

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 98262.0100

Reportagem Especial

TVDG

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH