logomarcadiariodegoias2017

dolzonan mattos seinfra foto dg .jpg

Durante a posse de novos secretários da Prefeitura de Goiânia, o titular da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra), Dolzonan Mattos, destacou que a prioridade da administração municipal será a conclusão de obras que estão paralisadas.

“Estamos levantando todas as obras que estão paralisadas até o momento. Herdamos um passivo muito grande. Uma das grandes preocupações que eu tenho é em relação à Marginal Botafogo, porque tivemos sérios problemas durante as últimas chuvas e nesse período de estiagem temos que resolver, estabilizar o canal e fazer com que não venha mais esse turbilhão de água que vem crescendo a cada ano que passa”, disse.

Entre as obras estão as do Bus Rapid Transit (BRT), que já foram reiniciadas. Além disso, o secretário também garantiu o recapeamento de ruas e avenidas de Goiânia. “O primeiro trecho, do Terminal Recanto do Bosque até o Terminal Isidória. O segundo trecho, que ainda será licitado, porque foi cancelado, do Terminal Isidória até o Terminal Cruzeiro. [...] a questão de recapeamento das ruas e avenidas, vamos tirar toda a parte deteriorada e vamos tratar a massa asfáltica para termos uma recuperação e duração maior”, afirmou Dolzonan.

O titular, que também integra o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese), destacou a importância entre a administração municipal e a entidades.

“Nós temos um interrelacionamento muito grande, inclusive um convênio com a Prefeitura. O Codese, a nossa visão é de ter uma cidade melhor para se viver, mais bonita, onde todos queiram morar e viver, então, o Codese tem várias Câmaras Técnicas, são 11 Câmaras, mais de 110 profissionais de alto nível que estão nos diversos segmentos desenvolvendo trabalhos, inclusive o Codese tem patrocinado projetos para a Prefeitura, como foi o caso da Leste Oeste, que é um projeto de R$ 1.050 milhão, que ele reuniu no caso alguns empresários que atuam ao longo da leste oeste para bancar esse projeto através do Codese”.

Conforme o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), com planejamento e cumprimento do contrato à risca, a obra fica mais barato do que as que são realizadas na iniciativa privada e não há atrasos na entrega.

“Quando eu começo uma obra, eu anuncio: “O pagamento será na entrega da obra ou parceladamente conforme o contrato”. Isso faz com que a obra pública, que sempre custa mais, fique mais barata que a particular quando você dá ao empresário a garantia de que ele vai receber à vista, no ato da entrega. De forma que, com esse objetivo, é que eu espero nesses quase três anos que ainda me restam na chefia da Prefeitura, fazer com que ela volte a ser realmente um instrumento de realização em todas as áreas”, ressaltou. 

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

Reportagem Especial

TVDG

Goiás na Frente: Estado repassa R$ 12 milhões a 35 municípios
Goiás na Frente: Estado repassa R$ 12 milhões a 35 municípios
Goiás na Frente: Estado repassa R$ 12 milhões a 35 municípios

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH