03 de março de 2024
Campanha

Goiânia inicia Campanha de Vacinação Antirrábica com 94 postos neste sábado (3)

Em 2022, ocorreram dois casos de raiva em gatos, causados pela variante de raiva em morcego
Goiânia terá 94 postos disponíveis para vacinação antirrábica. (Foto: Divulgação / SMS)
Goiânia terá 94 postos disponíveis para vacinação antirrábica. (Foto: Divulgação / SMS)

A Prefeitura de Goiânia inicia, neste sábado (03), a Campanha de Vacinação Antirrábica 2022 a partir das 10h na Escola Municipal Bom Jesus, Praça George Washington, 399, Novo Mundo. A vacinação de cães e gatos, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meigo da Diretoria de Vigilância em Zoonoses, será dividida nos sete Distritos Sanitários, e ocorrerá durante quatro sábados consecutivos, sempre das 08h às 17h, com encerramento no dia 24 de setembro.

O último caso de raiva canina foi registrado na capital em 2000, e de raiva humana, em 1999. Em 2022, ocorreram dois casos de raiva em gatos, causados pela variante de raiva em morcego. Um caso foi na chácara Recreio Samambaia, Região Norte, e o outro no Setor Novo Planalto, Região Noroeste. No Novo Planalto, também foi registrado um caso de raiva em morcego.

Acesse o link e confira os locais de vacinação dos pets nos quatro sábados.

O prefeito Rogério Cruz conclama os moradores de Goiânia que possuem cães e gatos para que aproveitem a campanha e coloquem a vacinação em dia. “O último caso de raiva humana que tivemos foi há 23 anos, e raiva animal, há 22, mas a doença não está erradicada. Precisamos manter nossos animais protegidos, e nós também, para isso, eles precisam tomar a antirrábica uma vez ao ano. Vamos todos abraçar essa causa”, convida.

Goiânia tem, hoje, entre cães e gatos, uma população estimada de 210 mil animais. “Nossa meta é vacinar pelo menos 80% desses animais, para isso, vamos disponibilizar dezenas de pontos de vacinação, todos os sábados, sempre em dois Distritos Sanitários. Estamos empenhados nesta campanha porque sabemos o quanto é importante. Em julho deste ano, o Distrito Federal registrou o primeiro caso de raiva humana depois de 44 anos, não podemos brincar com algo tão sério. Precisamos vacinar nossos animais de estimação”, ressalta Durval Pedroso.

Formas de transmissão da raiva

O diretor de Vigilância e Zoonoses, Murilo Reis, alerta para as formas de contato. “A raiva pode ser transmitida por mordidas, arranhões ou lambidas, tanto de animais domésticos infectados, como de animais silvestres. Morcegos, cavalos e vacas também podem ser fontes de transmissão”, explica. “Tanto em animais, quanto em humanos, a doença é caracterizada por sintomas neurológicos, com multiplicação do vírus no local da lesão e, posteriormente, migrando para o sistema nervoso e outros órgãos, principalmente para as glândulas salivares”, pontua Murilo Reis.

“No caso de uma possível infecção, a pessoa deve lavar o local com bastante água e sabão para, em seguida, procurar uma unidade de saúde para o primeiro atendimento”, informa Murilo.

Cronograma de vacinação antirrábica

Dia 03/09 – Distrito Sul e Distrito Leste (94 pontos de vacinação)
Dia 10/09 – Distrito Campinas/Centro e Distrito Norte (106 pontos de vacinação)
Dia 17/09 – Distrito Noroeste e Distrito Oeste (124 pontos de vacinação)
Dia 24/09 – Distrito Sudoeste (75 pontos de vacinação)

Índice de vacinação nas últimas campanhas

2019: Não houve campanha de vacinação antirrábica por falta de fornecimento de vacina por parte do Ministério da Saúde.

2020: 58.435 (36,59%) – campanha prejudicada pela pandemia, nem mesmo foi estipulada uma meta.

2021: 126.031 animais vacinados, sendo 109.644 cães e 16.387 gatos – (73,21% da meta foi alcançada).

Acesse o link e confira os locais de vacinação dos pets nos quatro sábados.


Leia mais sobre: / / / / Cidades