20 de maio de 2024
Segurança

Goiânia completa 100 dias sem registro de feminicídio, afirma Governo de Goiás

Ainda de acordo com as autoridades, houve redução de 31% nos casos de feminicídio no estado durante o primeiro trimestre de 2024
Conforme informado pela SSP-GO, o objetivo primordial é continuar combatendo o crime de feminicídio. (Foto: divulgação)
Conforme informado pela SSP-GO, o objetivo primordial é continuar combatendo o crime de feminicídio. (Foto: divulgação)

A secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), por meio do Batalhão Maria da Penha da Polícia Militar de Goiás (PMGO) informou, nesta quarta-feira (17), que a unidade alcançou um feito histórico: 100 dias sem registro de feminicídios em Goiânia. Ainda de acordo com as autoridades, houve redução de 31% nos casos de feminicídio no estado durante o primeiro trimestre de 2024, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Esses resultados refletem a eficácia das medidas implementadas pela PMGO em colaboração com outras instituições de segurança, conforme levantamentos divulgados pela SSP-GO.

A comandante do Batalhão, Major Dyrlene Seixas Santana, destaca o foco na capacitação, incluindo a realização do terceiro curso operacional Maria da Penha, e os cerca de 50 mil acompanhamentos de medidas protetivas feitos nos primeiros três meses de 2024. Além disso, ela ressalta as ações intensificadas em Goiânia, como visitas presenciais para oferecer suporte direto às mulheres assistidas.

O objetivo primordial é combater o crime de feminicídio e, para isso, além das ações mencionadas, são realizadas palestras e cursos, e as visitas presenciais são consideradas fundamentais para o acompanhamento próximo das mulheres assistidas.

O desempenho da polícia é resultado da integração das forças de segurança do estado. Durante os primeiros três meses de 2024, foram cumpridos 2.258 mandados de prisão e apreensão, verificados 274.383 veículos, resultando na recuperação de 974 automóveis roubados ou furtados, e realizadas mais de 401.562 abordagens a pessoas.

A atuação conjunta resultou em diversas prisões em flagrante, desmantelamento de quadrilhas, apreensão de armas de fogo e recaptura de foragidos da justiça, além da significativa apreensão de drogas, contribuindo para a redução da criminalidade no estado.


Leia mais sobre: / / / Cidades

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.