17 de junho de 2024
Crime • atualizado em 06/08/2023 às 15:27

GCM prende suspeito de tentar matar mulher com capacetadas, em Aparecida

O homem deu, pelo menos, 14 golpes na cabeça da companheira, que foi levada em estado grave para o Hugo. Crime aconteceu na madrugada deste domingo (6)
Foto: GCM Aparecida
Foto: GCM Aparecida

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) de Aparecida prendeu em flagrante, na madrugada deste domingo (6), um homem suspeito de tentativa de feminicídio contra a companheira. De acordo com o comandante da GCM, Weber Júnior, o acusado deu, pelo menos, 14 capacetadas na cabeça da mulher, que foi socorrida e levada em estado grave para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

Ao Diário de Goiás, o comandante contou que a ação criminosa foi filmada por vizinhos, que chamaram a guarda. “O vizinho escutou um barulho, foi ver, e era o homem agredindo a mulher com o capacete. Na mesma hora ele ligou para a Guarda Civil, e a Guarda Civil foi até o local. Chegamos lá a mulher estava bastante machucada, só pelo que nós contamos pelo vídeo, ele deu 14 capacetadas na cabeça dela”, narrou Weber.

Ao perceber que a viatura estava à caminho, o suspeito de feminicídio fugiu do local. A mulher foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), totalmente inconsciente, e levada para a UPA Brasicon, em Aparecida. Chegando lá, foi transferida para o Hugo, por conta da gravidade dos ferimentos.

Tentativa de fuga

Segundo o comandante da GCM, o homem foi localizado próximo a UPA Brasicon, no setor Serra Dourada, e tentou negar a autoria do crime. “Ele tentou negar. Ele disse que foi atrás dela alegando que ela tinha sofrido um acidente de moto, por isso que ela tava daquele jeito”, disse. Após ser questionado pelos guardas, confessou a agressão. “Ele falou para nós que estava indo para lá para verificar se ela estava morta ou não”, acrescentou Weber.

O crime aconteceu por volta da 1h da madrugada e o homem foi apreendido em torno das 4h da manhã. O comandante ainda informou que na casa do casal havia um adolescente e uma criança, filhos da mulher, que agora, ficaram sozinhos.

O suspeito foi encaminhado para o 4º DP de Aparecida, no setor Garavelo, e vai responder pelo crime de feminicídio. A mulher permanece internada no Hugo com ferimentos graves na face e no crânio. A suspeita é que a motivação do crime foi ciúmes.


Leia mais sobre: / / / Cidades

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.