13 de junho de 2024
COMBATE

Gabinete de Combate à Dengue define ações para combater a doença

Ações visam evitar as complicações e mortes por dengue e outras arboviroses, além de fornecer apoio com insumos
Ações foram definidas na reunião do Gabinete de Combate à Dengue e outras Arboviroses da SES-GO. (Foto: Divulgação/Fiocruz)s
Ações foram definidas na reunião do Gabinete de Combate à Dengue e outras Arboviroses da SES-GO. (Foto: Divulgação/Fiocruz)s

As primeiras ações que serão realizadas nos 84 municípios goianos classificados como de alto risco para dengue já foram definidas pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), durante a reunião do Gabinete de Combate à Dengue e outras Arboviroses da SES-GO. O encontro aconteceu na quarta-feira (17).

Segundo o superintendente de Planejamento da SES, Rasivel dos Reis Santos Júnior, as ações da SES-GO acontecerão em parceria com os gestores e profissionais dos municípios para evitar as complicações e mortes por arboviroses, principalmente a dengue. Ele ressalta que o Gabinete de Crises será replicado nos hospitais, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e nas Unidades Básicas de Saúde dos municípios com elevado número de casos de dengue.

Além disso, o superintendente afirmou que o Governo de Goiás estará presente em todos os municípios que precisam de apoio com insumos, soro, organização geral, definição de fluxo e estruturação de processos. Com isso, os pacientes com sinais de alerta terão uma hidratação rápida e vigorosa, podendo evitar complicações e mortes.

Parceria com o Corpo de Bombeiros

A SES-GO atuará também em parceria com o Corpo de Bombeiros/Defesa Civil. Para isso, na manhã de quarta-feira, foi desenvolvida uma ampla ação de vistoria e limpeza nos locais vulneráveis à proliferação do Aedes aegypti no complexo da Agência Brasil Central e da Secretaria.

De acordo com a coordenadora de Vetores da Superintendência de Vigilância em Saúde da SES-GO, Maristella dos Santos Sasse, a secretaria quer dar exemplo pelos representantes dos demais órgãos e instituições do Estado. “As equipes da epidemiologia inspecionaram as edificações, o espaço de arborização, o gramado do campo de futebol, entre outros locais”, afirma.

As equipes do Corpo de Bombeiros atuaram em locais de difícil acesso, como por exemplo os reservatórios de água, as calhas e a cobertura dos prédios.


Leia mais sobre: / / / / Cidades

Maria Paula

Jornalista formada pela PUC-GO em 2022 e MBA em Marketing pela USP.