28 de junho de 2022
Homicídio • atualizado em 11/04/2022 às 08:53

Funcionários do Hugo serão ouvidos nesta segunda-feira (11) sobre caso de idosa assassinada na unidade

Crime ocorreu na última quinta-feira (7)
Hospital de Urgências de Goiânia. Foto: Divulgação
Hospital de Urgências de Goiânia. Foto: Divulgação

Uma idosa de 75 anos foi morta dentro de uma enfermaria do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) na última quinta-feira (7). A vítima estava internada na unidade de saúde e respirava por meio de uma traqueostomia. 

De acordo com familiares, um homem teria se apresentado como acompanhante, dirigiu-se até o quarto e asfixiou a idosa. O autor, de 47 anos de idade, foi preso em flagrante e ouvido pelo delegado da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH) na sexta-feira (8). 

Segundo informações da polícia, o suspeito alegou ter entrado no quarto da vítima, após ouvi-la pedir por ajuda. Em seguida, limpou a boca da idosa com o buraco da traqueostomia tampada com o dedo da outra mão.

Continua após a publicidade

Nesta segunda-feira (11), dois funcionários da unidade hospitalar serão ouvidos pela polícia como testemunhas. O autor não possui relação com a vítima e negou, em interrogatório, ter tido intenção de matá-la. Ainda conforme a polícia, um laudo complementar deve esclarecer a causa da morte da idosa.