27 de maio de 2022
Destaque

Força-tarefa mantém apoio ao Nordeste Goiano e monitora barragens

(Foto: Governo de Goiás)
(Foto: Governo de Goiás)

O Governo de Goiás monitora, nesta segunda-feira (10/01), a situação da barragem no município de Flores de Goiás, e continua com a força-tarefa na região Nordeste do Estado com distribuição de cestas de alimentos e água potável aos moradores. “Não há nenhum risco de rompimento”, garantiu a titular da Secretaria do Meio Ambiente (Semad), Andréa Vulcanis.

O monitoramento na região, que tem sofrido as consequências da intensidade das chuvas desde o final de 2021, tem sido constante pelas equipes do Governo do Estado. O governador Ronaldo Caiado (DEM) esteve presente nas regiões Norte e Nordeste de Goiás, entre os dias 30 de dezembro e 05 de janeiro, quando acompanhou pessoalmente as dificuldades enfrentadas pela população diante da situação de emergência causada pelas chuvas. 

Até o momento, foram entregues 1,8 mil cestas básicas e 1,2 mil cobertores às famílias atingidas. Uma remessa de donativos foi enviada no último sábado (08/01), com 200 filtros de barro para água e 2 mil pacotes do Mix do Bem, alimento de preparo rápido que garante 10 refeições por pacote. 

Continua após a publicidade

A secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, após monitorar a barragem em Flores de Goiás, saiu com equipe com destino a Nova Roma. No local, ficaram brigadistas do Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCaN), que ajudam no descarregamento de cestas básicas e atendem demandas da população. A ONG Aliança da Terra dá suporte às ações. 

Apoio ao Nordeste Goiano

Os trabalhos em campo visam também garantir segurança e supervisionar alagamentos, como o encontrado em afluente do Rio Paranã, entre os municípios de Flores de Goiás e Formoso. “A situação aqui é bastante crítica”, apontou Andréa Vulcanis ao explicar que as condições impedem o acesso e mantêm famílias isoladas. “É impossível atravessar, a não ser que seja por embarcação”, detalhou a secretária. 

Continua após a publicidade

O prefeito de Flores de Goiás, Altran Avelar, acompanhou as equipes do governo nos locais mais penalizados e apontou que, na região, vivem 115 famílias de uma comunidade quilombola. “Estamos com áreas intransitáveis”, destacou. “O Governo do Estado vai trazer forças para a gente levantar essa comunidade e trazer de novo o sorriso aqui, para que possam viver com mais tranquilidade”, comentou.

Leia mais sobre:
Brasil Destaque