14 de junho de 2024
Cidades

Fluidez aumenta e número de acidentes cai em um ano de Corredor Universitário

A fluidez do transporte coletivo registrou aumento e o índice de acidentes e mortes apresentou queda no primeiro ano de vigência do Corredor Preferencial Universitário, que liga a Praça Cívica, avenida Universitária (antiga rua 10), rua 261 e a Praça da Bíblia, na região Centro-Universitário.

A reorganização do trânsito, feita com a implantação do Corredor Preferencial Universitário, priorizou o transporte coletivo, que é utilizado por 50 mil passageiros por dia, e trouxe mais segurança para todos os que circulam pela região.

Neste primeiro ano, além dos ganhos em velocidade dos ônibus, a reformulação da sinalização e a ampliação da fiscalização do trânsito, com equipamentos eletrônicos e agentes, têm contribuído para a redução dos acidentes.

Sustentabilidade também é marca do projeto que possui calçada sustentável e ciclovia em toda a extensão do corredor (2,5 quilômetros). Há ainda equipamentos voltados para os deficientes físicos, como rampas de acessibilidade, piso podotatil, espaço para cadeirantes e abrigos modernos com comunicação visual que interage com os usuários do transporte coletivo.

Aprovação popular

A priorização do transporte coletivo integra a política de mobilidade e sustentabilidade da Prefeitura de Goiânia que tem beneficiado a cidade a partir da garantia de maior velocidade operacional. Instalação de corredores de transporte coletivo consta no Plano Diretor de Goiânia, que foi amplamente discutido com a sociedade e a Câmara Municipal desde 2005.

O projeto da Prefeitura de Goiânia reúne 14 corredores de ônibus que juntos somam 102 quilômetros. Outros cinco corredores (T-7, T-9, avenida 85, avenida 24 de Outubro e Independência) já estão com o projeto básico de tráfego concluído.

Em um ano, Corredor Preferencial Universitário proporcionou ganho em rapidez no deslocamento dos ônibus em todas as faixas de horário e nos sentidos do itinerário. Além disso, todos os segmentos que o utilizam obtiveram sensível melhoria no seu dia a dia.

O Corredor Preferencial da T-63, que ainda está em fase de implantação, também ganhou a adesão dos usuários do transporte coletivo, moradores e motoristas de veículos. Pesquisa realizada pelo Instituto Verus, em junho deste ano, aponta que 84,7% dos usuários do transporte coletivo apoiam os corredores de ônibus. A pesquisa entrevistou 900 pessoas e foi feita a pedido do Fórum de Mobilidade Urbana da Região Metropolitana de Goiânia.

As informações são da assessoria da prefeitura de Goiânia.


Leia mais sobre: Cidades