08 de agosto de 2022
Esportes

Flamengo poupa titulares, mas vence o Coritiba em Brasília

Foto - Gilvan de Souza (Flamengo)
Foto - Gilvan de Souza (Flamengo)

Com gols de Gustavo Henrique e Diego no primeiro tempo, o Flamengo derrotou o Coritiba por 2 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, na noite deste sábado, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado deixou equipe rubro-negra com 24 pontos. Já o clube alviverde se manteve com 19 pontos e corre o risco de terminar a rodada na zona de rebaixamento (iniciou o jogo no 15º lugar).

O Flamengo, que vinha embalado pela vitória nas oitavas de final da Copa do Brasil sobre o Atlético-MG, se deu ao luxo de poupar quase meio time titular e ainda não contou com David Luiz (machucado) e Gabriel Barbosa (suspenso).

Continua após a publicidade

O próximo jogo do Coritiba, que ainda não venceu como visitante nessa edição do Brasileiro, será na quarta-feira contra o Corinthians, às 21h30, em São Paulo. No mesmo dia, às 20h30, o Flamengo encara o Juventude, novamente na capital federal.

Um detalhe curioso do confronto foi o fato de nenhum jogador ou técnico ter sido advertido com cartão.

“Primeiros minutos estão nos custando, tomando gol de bola parada. A gente treina, mas não pode acontecer. Temos que estar concentrados o tempo inteiro”, afirmou Léo Galhardo, atacante do Coritiba, depois da partida, ao canal Première.

Continua após a publicidade

“É muito bom fazer gol, acredito que o recado é para nós mesmos, nunca duvidamos de nosso potencial. Agora com organização que temos, Dorival está usando bem o que temos de melhor. Mas estamos mais vivos do que nunca no Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores”, afirmou Diego após a vitória ao canal Première.

Assim que começou o duelo em Brasília, os atletas protestaram contra o projeto da nova Lei Geral do Esporte e ficaram, por 25 segundos, com a mão tampando a boca.

O resumo do primeiro tempo foi: o Flamengo sofreu para criar jogadas, mas levou a melhor nas bolas aéreas e fez os dois gols depois de cobranças de escanteios. Já o Coritiba mostrou insegurança e só começou a criar nos últimos minutos, mas não acertou o gol de Santos.

Aos 13 minutos, na primeira bola em direção ao gol, Lázaro cobrou escanteio e Gustavo Henrique subiu mais que Luciano Castan e Guillermo e acertou o canto esquerdo da meta paranaense (a bola ainda bateu na trave antes de entrar). Foi o primeiro gol do zagueiro no Brasileiro.

Aos 22 minutos, em nova cobrança de escanteio, Pedro, na primeira trave e dentro da pequena área, desviou de cabeça e Diego só teve o trabalho, com o pé direito, de completar para ampliar. O capitão flamenguista estava desde fevereiro sem marcar um gol.

Aos 28 minutos, Marinho em jogada individual driblou Egídio, entrou na área, mas chutou longe do gol.

Aos 41 minutos, Egídio aproveitou uma liberdade na marcação de Marinho e do bico da grande área deu um susto no goleiro Santos mandando a bola por cima do gol.

Aos 43 minutos, após cruzamento da esquerda Val, Léo Gamalho levou a melhor sobre a zaga flamenguista, mas cabeceou à esquerda do gol de Santos.

“Tirando a bola parada deles, eles não tiveram nenhuma finalização, mas depois que fizeram os gols começaram a pressionar. Temos que voltar com mais atenção”, resumiu Egídio, ao canal Première.

“Acho que precisamos ter mais posse de bola no ataque, ter um pouco mais de paciência”, disse Gustavo Henrique, também ao canal Premiere, na saída do intervalo.

Para tentar chegar ao primeiro gol, Régis entrou no lugar de Galarza no intervalo e deu mais agilidade no meio-campo do Coritiba, mas nada que desse trabalho a mais para Santos.

Aos 3 minutos, após novo escanteio, Diego só não ampliou graças a Alex Muralha. Aos 8, Marinho pegou da direita, foi para o meio e quando entrou na meia-lua chutou de pé esquerdo à esquerda do gol paranaense.

Com o jogo mais corrido, Dorival Junior fez três alterações aos 20minutos. Colocou Vitinho, Everton Ribeiro e Thiago Maia)

Aos 22 minutos, Vitinho deu o primeiro chute, mas parou em Alex Muralha. Aos 23, Marinho roubou uma bola no meio-campo, partiu em direção à área e tocou para Vitinho, que na frente de Alex Muralha, chutou para fora.

Aos 26, De Arrascaeta, herói a classificação às quartas de final da Copa do Brasil, substituiu Lázaro. A substituição fez com que o Coritiba ficasse ainda com menos posse de bola.

Aos 42, Alex Manga recebeu na direita, passou por dois flamenguistas e da entrada da área chutou de esquerda e carimbou a trave direita de Santos. Mas ficou nisso.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 X 0 CORITIBA

FLAMENGO – Santos; Matheus, Gustavo Henrique, Pablo e Ayrton Lucas; João Gomes (Everton Ribeiro), Diego e Victor Hugo (Thiago Maia); Lázaro (De Arrascaeta), Marinho (Matheus França) e Pedro (Vitinho). Técnico: Dorival Junior

CORITIBA – Alex Muralha; Matheus Alexandre (Natanael), Guillermo Los Santos, Luciano Castan e Egídio; Willian Farias (Bernardo), Igor Paixão e Val (Thonny Anderson); Adrian Martínez (Alef Manga), Galarza (Régis) e Léo Gamalho. Técnico: Gustavo Morínigo

GOLS – Gustavo Henrique, aos 13min, e Diego aos 22min do primeiro tempo

CARTÕES AMARELOS – nenhum.

ÁRBITRO – Flávio Rodrigues de Souza (SP – Fifa)

RENDA – Não divulgada.

PÚBLICO – 33.778 pagantes

LOCAL – Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

(Conteúdo Estadão)