10 de agosto de 2022
Esportes

Flamengo ignora torcida e contrata chileno Pulgar, que atropelou e matou idoso

Erick Pulgar (Foto - Gilvan de Souza)
Erick Pulgar (Foto - Gilvan de Souza)

O Flamengo confirmou nesta sexta-feira a contratação do chileno Erick Pulgar. A chegada do atleta ao clube rubro-negro está regada de polêmicas. A torcida não aprovou a aquisição após descobrir que a vida do volante fora dos gramados é rodeada de problemas com a Justiça. Nas redes sociais, a hashtag #PulgarNão foi um dos assuntos mais comentados da semana.

No anúncio que o Flamengo fez da contratação do atleta, a maioria dos comentários é negativa. Ironia e críticas à diretoria são frequentes. Há também aqueles que entendem que com a chegada sacramentada não há o que fazer, senão apoiá-lo. Pulgar terá muitos obstáculos para ganhar a aprovação da torcida rubro-negra.

“Estive assistindo aos jogos do Flamengo enquanto estava na Itália e vi que o clube tem uma torcida bastante louca. Quero viver essa experiência como pessoa e estar logo em campo. Vamos juntos, nação!”, afirmou o chileno Pulgar em seu primeiro depoimento como jogador do Flamengo.

Continua após a publicidade

Em 2013, quando tinha 19 anos, Pulgar atropelou um senhor de 66 anos, Daniel Ampuero Carvajal, e fugiu sem prestar socorro. O idoso foi acudido por moradores, que o levaram ao hospital, mas a morte foi confirmada momentos depois por politraumatismo. O acidente aconteceu em Antofagasta, cidade onde nasceu Pulgar.

De acordo com testemunhas, Pulgar dirigia seu veículo em alta velocidade no momento do acidente. A imprensa local noticiou à época que o jogador não tinha carteira de habilitação. Ele chegou a ser detido. No ano seguinte, foi julgado, sendo impedido de dirigir e tendo de frequentar um Centro de reinserção social. A prisão foi descartada por não ter antecedentes criminais.

A outra situação envolve um caso de estupro de uma mulher de 24 anos durante uma festa organizada pelo jogador em Santiago. A imprensa chilena noticiou o ocorrido no último mês de junho. A jovem afirma que foi vítima de estupro coletivo na casa do atleta. A defesa de Pulgar alega que as câmeras de segurança presentes no imóvel comprovam que o volante não participou do ato, descartando seu envolvimento.

Continua após a publicidade

Erick Pulgar tem 28 anos e jogava na Fiorentina, da Itália. Na última temporada, esteve emprestado ao turco Galatasaray, cujo comandante era Domènec Torrent, ex-técnico do Flamengo. Pulgar venceu a Copa América de 2016 com a seleção chilena, mas fracassou nas tentativas de ajudar a equipe a disputar as Copas do Mundo da Rússia e do Catar.

(Conteúdo Estadão)