27 de maio de 2024
Política • atualizado em 29/11/2020 às 11:38

“Fizemos um final de campanha muito forte com muita presença na cidade”, diz coordenador de Antônio Gomide, em Anápolis

O coordenador da campanha petista em Anápolis, Cézar Donizeth afirmou neste domingo (29/11) que a campanha de Antônio Gomide acabou crescendo nestes últimos dias. O tom otimista é adotado por Donizeth lembrando que a cidade anapolina sempre teve embates acirrados e que agradeceu o “abraço” e “o carinho da população em relação à candidatura”. A declaração foi dada em entrevista à Rádio Bandeirantes Goiânia.


Campanha no segundo turno

O segundo turno ele como é reflexo do primeiro. Na virada do primeiro para o segundo, onde nós tivemos 50 mil votos em torno de 30%, e o Roberto que é nosso adversário do segundo turno teve 48% quase. Começou com um distanciamento muito grande mas durante esse distanciamento foi diminuindo e chegamos na véspera muito próximo um do outro. Acho que nos portamos muito bem. Nossa candidatura o Gomide soube conversar com a população. O segundo turno é mais igualitário porque os tempos de rádio e tv são iguais e há uma comparação entre as lideranças que disputam. Então, isso fez com que nosso candidato crescesse e ao ponto, de terminar essa eleição da forma que tá. Muito acirrada e disputada em Anápolis. Aqui não tem moleza, como é natural em época eleitoral. Estamos preparados. Fizemos um final de campanha muito forte com muita presença em todos os cantos da cidade. O abraço de apoiadores em toda a cidade com duas grandes carreatas onde a gente pode receber o carinho da população com relação a candidatura.

Falta do debate na TV no segundo turno

Nós queríamos o debate porque entendemos que é diferente do primeiro turno. O primeiro turno tinha nove candidatos, você vai para um debate onde você fala agora daí 20 minutos você fala de novo, então perde um pouco o sentido. Mas quando é candidatura de segundo turno, essa sim, dá para fazer um debate verdadeiro comparando e conversando com a população. Infelizmente, o prefeito teve e anunciou que teve sintomas de covid e é um período que muita gente acontece isso. E ontem recebeu o resultado do exame e não estava. Acho que é um prejuízo muito grande para a cidade. Não para o Gomide, mas um prejuízo porque o eleitor estava ansioso para ver esse debate e não foi possível fazer. Nós lamentamos, porque era uma oportunidade a mais para a comunidade conhecer mais, apesar de ambos terem sido prefeitos e a população conhece bem o que cada um pode fazer pela cidade. Mas um confronto e um debate entre eles franco podia ser muito bom para a eleição. Infelizmente, por problemas de saúde, o Roberto não pode participar mas realmente nós queriamos esse debate.


Leia mais sobre: / / / / Destaque 2 / Política

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.